Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Cristo Redentor 'veste' a camisa do Flamengo antes da final da Libertadores

Ação organizada pela fornecedora de material esportivo aconteceu nesta sexta-feira, véspera do jogo com o River Plate, em Lima

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2019 | 20h22

O Cristo Redentor "vestiu" a camisa do Flamengo na noite desta sexta-feira, véspera da final da Libertadores, contra o River Plate, em uma ação organizada pela fornecedora de material esportivo do clube rubro-negro. Um jogo de luzes refletiu o uniforme da equipe em dos símbolos mais importantes do Rio. A decisão será em Lima, no Peru. Será a primeira vez em 60 anos de história do torneio que a decisão será em jogo único.

É grande a mobilização no Rio para a final da Libertadores. Uma festa está sendo organizada no estádio do Maracanã, que contará com telões para que os torcedores possam acompanhar a partida contra o River. Os organizadores esperam reunir 50 mil pessoas. Os rubro-negros poderão entrar no estádio já a partir das 14h e acompanhar shows antes do início da partida, marcada para as 17h. Atrações como Ludmilla, Buchecha, DJ Marlboro e Ivo Meirelles vão se apresentar no Maracanã antes do pontapé inicial.

Para transmitir o jogo, serão instalados no Maracanã dez telões de LED de 60m² cada um e mais 14 torres de som posicionadas ao redor do campo. Os torcedores vão ficar acomodados nas cadeiras para preservar o gramado. Além da opção de comprar apenas o ingresso, os flamenguistas podem optar por um pacote especial, que inclui comidas, doces e cerveja.  

O estádio Mané Garrincha, em Brasília, terá evento com estrutura parecida para transmitir a partida. Antes do jogo, quem vai se apresentar no estádio é o cantor Diogo Nogueira.

São Paulo também terá uma exibição especial da final da Libertadores. O Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, vai montar um telão e oferecer ao público uma lista de atrações ao longo do dia, com exibição de camisas de futebol e torneios de futmesa. A Arena Pantanal, em Cuiabá, é outro ponto em que está previsto um evento do mesmo tipo para acolher os flamenguistas.

Caso a equipe rubro-negra conquiste a Libertadores, a comemoração do título deve invadir as ruas do Rio. Após dois encontros que reuniram representantes de órgãos de segurança, prefeitura do Rio e transporte público, ficou definido que uma eventual festa irá tomar a Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. Haverá desfile em carro aberto – o Flamengo solicitou ao Corpo de Bombeiros – e trio elétrico.

A delegação flamenguista tem previsão de chegada ao Rio às 9h20 de domingo. Os jogadores desembarcarão no aeroporto do Galeão e, no caso de conquista do título, serão levados ao Centro em um ônibus com escolta. Mas, cenas de milhares de torcedores cercando o veículo, como ocorreu na quarta-feira, no embarque à Lima, não deverão se repetir.

“No entorno do aeroporto do Galeão teremos um esforço operacional muito grande para garantir que o ônibus saia do terminal de embarque com escolta da Polícia Militar e chegue até o Centro da cidade”, disse nesta sexta-feira o porta-voz da PM, coronel Mauro Fliess. “Não iremos permitir nenhuma interrupção de via no entorno do aeroporto internacional.”

A escolta será feitas por homens do Batalhão de Polícia de Choque e do Recom (Rondas Especiais e Controle de Multidões). Segundo a PM, há quatro trajetos possíveis entre o aeroporto e o Centro e a escolha será feita de acordo com informações da área de inteligência, que observará condições de tráfego e de segurança.

O coronel recomendou que a torcida se dirija diretamente ao Centro. “O local do grande festejo será na Avenida Presidente Vargas, no Centro da cidade, entre a (Igreja) Candelária e a estátua do Zumbi dos Palmares”, comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.