Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Cristóvão aponta Fluminense mais forte após semana de treinos

Treinador exalta preparação e promete resultados no campo

Estadão Conteúdo

06 Março 2015 | 15h57

A vitória do time titular do Fluminense por 6 a 0 sobre os reservas no treinamento tático desta sexta-feira empolgou o técnico Cristóvão Borges. Às vésperas do clássico com o Botafogo, domingo, no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Carioca, o treinador exaltou a semana de preparação e prometeu que os resultados serão vistos em campo.

"A semana foi boa. Na verdade, as duas últimas semanas, porque a equipe estava precisando trabalhar e mudar duas coisas fundamentais: atitude e concepção do jogo. Na primeira semana, foi importante porque vínhamos de duas derrotas e precisávamos do resultado. Esta semana tem clássico e o trabalho foi bom, mais consistente", comentou.

Para o duelo com o Botafogo, Cristóvão voltou a fazer mudanças na escalação do Fluminense. Dessa vez, o volante Edson retorna após cumprir suspensão automática, enquanto Gerson vai jogar mais adiantado, em sua posição de origem, como meia. Além disso, Marlon Santos receberá uma oportunidade na zaga.

Cristóvão explicou o que busca com essas trocas. "Equilíbrio. Tenho feito essas mudanças e buscando os jogadores que podem dar esse equilíbrio que queremos. Esta última semana foi bastante interessante neste aspecto, pois trabalhamos algumas possibilidades e o time cresceu muito", disse.

Para o treinador, o Fluminense vai se ajustando aos poucos, com os jogadores adquirindo maior entrosamento e outros se recuperando de lesões. "É difícil. O time já evoluiu e vai evoluir mais. Vai fazer jogos melhores do que já fez. Além dos jogadores que saíram, também não pudemos contar em alguns momentos com outros por uma série de motivos. Agora o Wagner voltou, o Gum está voltando, o Marlon voltou. São muitos jogadores. Tem que ter equilíbrio no momento de dificuldade e pressão. Tem que suportar. Essa coisas que me motivam. Você sobreviver a essa pressão para mim, como profissional, é um gol", comentou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Fluminense Cristóvão Borges

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.