Cristóvão lamenta excesso de empates do Fluminense

Após o Fluminense não sair do 0 a 0 com o Grêmio na noite de quarta-feira, no Maracanã, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges avaliou que o excesso de empates tem afastado o time do G4 da competição. "Nosso desejo é chegar na Libertadores. Para isso, temos de fazer bons resultados. Estamos empatando muito. E isso nos deixa para trás", disse.

Estadão Conteúdo

25 Setembro 2014 | 09h41

Com cinco empates nas últimas sete partidas, o Fluminense está em sexto lugar no Campeonato Brasileiro com 37 pontos e ainda pode ser ultrapassado pelo Atlético Mineiro nesta quinta-feira. Cristóvão lembrou que a igualdade de quarta-feira impediu o time de ultrapassar um rival direto na luta por uma vaga na próxima Libertadores - o Grêmio é o quarto com 40 pontos -, numa rodada em que outros concorrentes, casos de São Paulo e Corinthians, tropeçaram.

"Nós sabíamos da necessidade de ganhar, até pelos nossos últimos resultados. Temos de aproveitar o tropeço dos outros concorrentes a essa vaga no G4. A vitória era importante para andar na tabela. Não conseguimos. Era confronto direto e continuamos atrás do Grêmio", afirmou.

Cristóvão destacou que o Fluminense não se saiu bem no primeiro tempo, mas melhorou na etapa final, o que não foi suficiente para garantir a vitória. "Oscilamos muito entre um tempo e outro. O Grêmio teve mérito no primeiro tempo, pois avançou a marcação e nos empurrou para trás. Tivemos dificuldade de marcar, eles se movimentaram muito. Não conseguimos encaixar o nosso jogo. Já no segundo tempo, conseguimos ficar mais compactados e jogamos", comentou.

Após o novo empate, o Fluminense volta a entrar em campo no próximo sábado, às 21 horas, quando vai enfrentar o São Paulo, no Morumbi, pela 25ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.