Cristóvão lamenta queda do Vasco nas últimas rodadas

Depois de brigar diretamente pela liderança do Campeonato Brasileirão, o Vasco amargou uma queda de rendimento nas três últimas rodadas, nas quais somou apenas um ponto ao total após perder para o Atlético-MG (1 a 0), empatar com o Coritiba (2 a 2) e voltar a ser derrotado por 1 a 0, agora pelo Flamengo, neste domingo, no clássico realizado no Engenhão. O fato foi lamentado pelo técnico Cristóvão Borges, que admitiu a necessidade de evolução da equipe após três jogos decepcionantes.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 11h01

"A perda de um clássico é sempre dura, ainda mais que a gente vinha de dois resultados que não foram bons. A equipe teve volume de jogo, mas tivemos algumas oportunidades que tinham de ser mais bem aproveitadas", ressaltou o comandante, para em seguida enfatizar que os resultados ruins ligaram o sinal de alerta em São Januário.

"A gente somou muito poucos pontos nas últimas rodadas. Uma sequência não positiva preocupa, temos que trabalhar e melhorar, pois não estamos conseguindo somar pontos. Estamos na mesma colocação (da rodada passada) após esta rodada, mas o líder (Atlético-MG) já começa a abrir uma diferença e isso não pode acontecer", completou.

Com a derrota no clássico diante do Flamengo, o Vasco seguiu com 35 pontos, enquanto os atleticanos já contabilizam 42, sendo que o time mineiro disputou uma partida a menos até aqui. O fato, porém, não tira o otimismo de Cristóvão Borges para o segundo turno do Brasileirão.

"A meta é o título porque a equipe tem potencial para isso. As dificuldades a gente vai passar, pois o nível do campeonato é muito alto, muito forte. Houve uma queda, e a gente tem que reverter isso", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.