Reuters
Reuters

Criticado após tropeços, técnico do Borussia Dortmund descarta mudanças

Peter Bosz não consegue uma vitória há três jogos

Estadão Conteúdo

23 Outubro 2017 | 15h18

O técnico do Borussia Dortmund, Peter Bosz, garantiu que não pretende realizar mudanças bruscas no time, apesar de a equipe ter vencido apenas uma das cinco últimas partidas que disputou. O treinador vem sendo alvo de críticas após completar o terceiro jogo sem ganhar sequer um jogo no fim de semana.

+ Müller desfalca Bayern por três semanas

"Nós não vamos mudar nada. Nossa maneira de jogar funcionou no começo da temporada. Foi divertido para os jogadores, e foi divertido para quem assistiu", disse Bosz, nesta segunda-feira.

O Dortmund teve excelente começo de temporada no futebol alemão, com oito vitórias e um empate, com a sua invencibilidade sendo quebrada pelo RB Leipzig em 14 de outubro - o time já havia perdido dois jogos, mas pela Liga dos Campeões, para Tottenham e Real Madrid. Para piorar, o revés no Alemão foi seguido por dois empates, com o APOEL, pelo torneio continental, e com o Eintracht Frankfurt, na competição nacional, o que colocou a sua liderança em risco - está à frente do Bayern de Munique apenas pelo saldo de gols. "No começo, marcamos gols tendo meia-chance. Agora estamos perdendo grande chances. Estes são pequenos detalhes que decidem um jogo", afirmou o treinador.

Nesta terça-feira, o Dortmund voltará a jogar, pela Copa da Alemanha, quando vai visitar o Magdeburg, da terceira divisão nacional. O defensor grego Sokratis está de volta ao time após cumprir suspensão em Frankfurt, mas uma avaliação física determinará as presenças de Marcel Schmelzer e Raphael Guerreiro. "Espero uma partida intensa, você também pode dizer uma grande partida. Espero um oponente que realmente animado e que esteja cheio de energia", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.