Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Críticos da Copa acham que Brasil ainda deveria ser colônia, diz Aldo Rebelo

Ministro do Esporte volta a afirmar que as obras para o Mundial de 2014 ficarão prontas a tempo

Eduardo Bresciani, O Estado de S. Paulo

13 de junho de 2013 | 09h38

BRASÍLIA - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que as pessoas que criticam estádios da

O ministro disse ainda que não será permitido abusos de hotéis na cobrança de diárias durante o evento, que a Polícia Federal poderá acompanhar o tema e que estabelecimentos poderão até ser fechados se for constatado o abuso.

"Tolerância zero para o abuso. Não vamos aceitar que a rede hoteleira aproveite o ensejo de eventos esportivos para superfaturar o preço do setor hoteleiro. Isso vai prejudicar o país e a cidade que praticar abuso vai perder eventos, destino turístico. Vamos colocar, se necessário, a Polícia Federal, toda a rede fiscalização do governo federal, estado, prefeituras para fazer a defesa do consumidor. Na última vez que tentaram fazer isso tiveram de devolver dinheiro a quem pagou preços abusivos, na Rio+20. Nós avisamos que a mão pesada do poder público vai agir, e pode ter até hotel fechado por conta de abuso", disse Aldo.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolAldo Rebelo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.