Renan Olaz/CMRJ/Divulgação
Renan Olaz/CMRJ/Divulgação

Crivella fala em 'compatibilizar protocolos' para Flamengo e Vasco jogarem

Prefeito carioca reforça que decreto suspendendo atividades esportivas é válido somente para partidas de Botafogo e Fluminense

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2020 | 17h42

Após uma série de decisões confusas envolvendo a retomada do Campeonato Carioca, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, assegurou neste domingo que o decreto municipal publicado em edição extraordinária no sábado afeta somente os jogos de Botafogo e Fluminense e seus adversários. O impasse, no entanto, continua.

Crivella falou em "incompatibilidade de protocolos" para justificar a necessidade do decreto suspendendo competições esportivas na cidade. O prefeito afirmou que houve divergência entre o protocolo sanitário da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e o da Prefeitura do Rio.

"Houve um novo protocolo sanitário apresentado pela federação, mas diferente do protocolo da vigilância sanitária da Prefeitura, que, então, pediu uma reunião com a eles (Ferj) para compatibilizar o que eles colocam no protocolo deles com o nosso. Isso que vamos fazer segunda, terça e quarta. Então, nesses dias não vamos ter futebol", afirmou.

O prefeito pontuou que não poderá haver jogos de segunda até quarta-feira, dando continuidade às declarações confusas e mantendo as incertezas quanto ao calendário da competição. No entanto, como há duas partidas previstas para quarta-feira - Vasco x Macaé, em São Januário, e Flamengo x Boavista, no Maracanã - ele falou na possibilidade de "compatibilizar protocolos" para que as jogos ocorram na data marcada. Também reforçou que estão suspensos apenas Botafogo x Cabofriense e Fluminense x Volta Redonda. Os dois jogos seriam disputados nesta segunda-feira.

"Quais são os jogos que vão estar suspensos? Os jogos do Botafogo e do Fluminense. Há o jogo do Flamengo na quarta-feira, que nós esperamos compatibilizar esses dois protocolos na segunda ou na terça, na reunião com eles, para que na quarta-feira o Flamengo jogue também", afirmou.

Crivella disse que o decreto não precisará ser ajustado, uma vez que entra em vigor no primeiro dia útil, ou seja, nesta segunda-feira, quando a vigilância sanitária municipal e da Ferj já estarão em reunião para compatibilizar os protocolos.

Inicialmente, o duelo entre Vasco e Macaé, em São Januário, e o confronto Madureira x Resende, em Conselheiro Galvão, seriam realizados neste domingo. No entanto, na noite de sábado, depois da desorganização provocada pelo decreto, a Ferj anunciou o adiamento dos jogos para quarta e quinta-feira, respectivamente.

A Taça Rio foi reiniciada na última quinta, quando o Flamengo derrotou o Bangu por 3 a 0, no Maracanã. No dia seguinte, Portuguesa e Boavista empataram sem gols. O time rubro-negro foi o principal defensor de retomar a competição neste momento e ganhou apoio do Vasco. Enquanto que Botafogo e Fluminense foram contrários à ideia de recomeçar o torneio enquanto a disseminação do coronavírus no Estado do Rio não está controlada. Os dois clubes pedem mais tempo para treinar e só querem atuar em partidas oficiais a partir de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.