Anton Vaganov/Reuters
Anton Vaganov/Reuters

Croatas celebram momento e exaltam 'melhor dupla de meio de campo da Copa'

Jogadores da Croácia rasgam elogios à dupla entre Modric e Rakitic, destaque da equipe

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 18h02

Classificada antecipadamente às oitavas de final, com duas vitórias em duas partidas, e sem levar gols nesta Copa do Mundo, a Croácia só tem motivos para celebrar. Os próprios jogadores foram apenas elogios à equipe e à grande fase vivida por eles nas entrevistas coletivas deste sábado.

+ Imprensa croata exalta vitória sobre Argentina: 'Fizemos Maradona chorar'

+ 'Argentina não estava confusa, nós é que fomos excelentes', diz técnico croata

"É legal ouvir parte da imprensa nos colocando como um dos favoritos ao título da Copa do Mundo. É uma situação similar à de dois anos atrás, quando vencemos a Espanha na Eurocopa de 2016. Na época, não tivemos sorte suficiente no jogo contra Portugal. Então, precisamos estar focados", declarou o zagueiro Vedran Corluka.

O ótimo início de torneio já rende comparações entre este time e a melhor seleção croata de todos os tempos, que levou o país ao terceiro lugar na Copa do Mundo da França, em 1998. E por mais que não encorajem estas análises, os jogadores reconhecem o próprio mérito.

"Há muitas comparações. Eles produziram um milagre na França. Eu tinha nove anos na época, estava assistindo a eles e sonhando em estar em uma situação semelhante. Agora, estou aqui e esperamos poder chegar próximo do que eles alcançaram", apontou o meia Ivan Perisic.

 

Em dois jogos na Rússia até o momento, a Croácia bateu a Nigéria, por 2 a 0, e atropelou a Argentina, por 3 a 0. Em ambas as partidas, o meio de campo da equipe se destacou, o que fez com que Corluka não poupasse elogios a dois jogadores do setor em especial.

"Talvez eu esteja sendo um pouco tendencioso, mas, para mim, Modric e Rakitic são a melhor dupla de meio de campo da Copa do Mundo. Espero que eles possam nos levar muito à frente e que continuemos jogando desta forma", disse Corluka.

Com seis pontos, a Croácia precisa apenas de um empate na rodada final, contra a Islândia, terça-feira que vem, em Rostov, para garantir a classificação como líder do Grupo D.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.