Peter Powell/EFE
Peter Powell/EFE

Croatas fazem festa no gramado com vaga histórica e técnico diz: 'Ainda tem mais'

Croácia vai lutar por título inédito no próximo domingo, contra a França

Estadão Conteúdo

11 Julho 2018 | 18h18

A Croácia alcançou pela primeira vez em sua história uma vaga na final da Copa do Mundo ao vencer a Inglaterra por 2 a 1 na prorrogação nesta quarta-feira, em Moscou. Como não poderia deixar de ser, os jogadores fizeram grande festa ao apito final do árbitro no gramado.

+ OPINIÃO: Os 'Modrics' não desistem nunca

+ VOTE! Escolha os melhores jogadores da Copa do Mundo por posição

Todos correram para atrás de um dos gols onde estavam torcedores e familiares dos atletas. O zagueiro Vida, aquele que foi advertido pela Fifa por declarações políticas a favor da Ucrânia, comemorou com o filho, que entrou descalço no campo e chamou a atenção dos câmeras.

O técnico Zlatko Dalic foi levantado pelos jogadores. O lateral-direito Vrsaljko, que era dúvida para a partida, deu um ippon no treinador e o derrubou no gramado. Em seguida, o jogador montou em cima do técnico em uma cena no mínimo estranha.

Mas toda a festa era válida. Pela primeira vez em sua história, os croatas vão disputar uma final de Copa. A atual geração superou o desempenho do Mundial de 1998, quando a equipe caiu na semifinal diante da França - na sequência conquistou o terceiro lugar com uma vitória por 2 a 1 sobre a Holanda.

Dalic concedeu entrevista à Fifa na saída do campo ainda sem acreditar direito no feito histórico que sua equipe acabara de conquistar. "Estamos na final. Foi merecido. Tenho que parabenizar mais uma vez os jogadores. Eles (jogadores) são os responsáveis por tudo isso. O quanto lutaram, o quanto correram... é para ficar na história. Tenho que agradecer a todos eles, ao público que veio e aos torcedores na Croácia."

 

Em Zagreb, capital croata, um grande telão foi colocado em uma praça no centro da cidade onde milhares de torcedores comemoravam a vitória. A Croácia alcançou a classificação em sua terceira prorrogação consecutiva neste Mundial. Nas duas fases anteriores, quando superou Dinamarca e Rússia, respectivamente, os croatas conseguiram a vitória nos pênaltis.

Desta vez, a classificação veio com um gol de Mandzukic no segundo tempo da prorrogação em uma vitória de virada. Trippier havia aberto o placar para os ingleses e Perisic deixou tudo igual. Apesar do cansaço por fazer mais um jogo de 120 minutos, o técnico croata disse que ainda tem mais.

"Ainda não acabou. Ainda tem mais. Temos mais um jogo diante de nós. Mas hoje estamos na história. Disse que viemos a Moscou (para jogar a semifinal) e que continuaríamos aqui. Ficaremos em Moscou."

A Croácia decidirá o título da Copa do Mundo da Rússia contra a França, que na terça-feira venceu a Bélgica por 1 a 0 na outra semi. A final está marcada para domingo, às 12h (de Brasília), no estádio Lujniki, em Moscou, o mesmo palco em que os croatas fizeram história nesta quarta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.