Ulises Ruiz Basurto/EFE
Ulises Ruiz Basurto/EFE

Cruyff chega ao Chivas e pensa em projeto a longo prazo

GUADALAJARA - O Chivas Guadalajara apresentou neste sábado o holandês Johan Cruyff como seu novo dirigente. Em uma de suas piores crises da história, o maior vencedor do Campeonato Mexicano, com 11 títulos, acertou a contratação do ex-jogador, que será uma espécie de assessor-técnico da equipe. Em sua primeira entrevista, Cruyff pediu paciência e apontou que o projeto será realizado a longo prazo.

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2012 | 17h17

"Pensar que porque estou aqui amanhã vão ganhar é algo absurdo, queremos ver onde está o problema", disse na coletiva realizada no estádio Omnilife. "Não esperem que amanhã o Chivas jogue como a Holanda. Os mexicanos são mexicanos e os espanhóis são espanhóis", avaliou. Cruyff deixou recentemente um cargo na direção do Ajax, da Holanda.

Cruyff, de 64 anos, ganhou o apoio do dono do Chivas, Jorge Vergara, que vem sendo muito criticado por sua política de poucos gastos e apostas nas divisões inferiores. O mandatário também apontou que a chegada do holandês é o princípio de um projeto que visa realizações futuras.

"Johan Cruyff encabeçará todo o projeto do Chivas, não é um projeto a curto prazo", afirmou. "Não convidei o Johan para que ele solucione os problemas amanhã, mas para que encabece todo o projeto." Independentemente das palavras de Cruyff e Vergara, o Chivas precisa de uma rápida reação no Campeonato Mexicano. A equipe é a última colocada na tabela, com dois pontos após sete rodadas disputadas, e não vence há 13 partidas. Na Libertadores, o time de Guadalajara perdeu por 3 a 0 para o Vélez Sarsfield na última quarta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChivasJohan Cruyff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.