Cruzeirense torce, ajuda time e economiza com ingressos e outros produtos

Movido pelo interesse de acompanhar jogos no estádio, sócio-torcedor acaba fazendo economias nas compras de casa

Almir Leite, O Estado de S. Paulo

13 de outubro de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - O gerente de marketing Eduardo Pereira Fonte Boa Mano, de 32 anos, é paulista. Filho de mineiro, acabou herdando do pai o amor pelo Cruzeiro. Desde dezembro passado é sócio-torcedor do clube, movido pelo interesse em acompanhar os jogos no estádio. Mas ele sabe como usar o programa para economizar com gastos pessoais. ''Minha primeira motivação foi a possibilidade de ajudar o meu time. E, pelo fato de morar em São Paulo, ter o privilégio de comprar ingressos para jogos esporádicos que eu possa ir em Minas é um diferencial bacana'', diz Eduardo. ''Mas eu vou muito a supermercado com a minha noiva e a gente tem aproveitado bem a questão do sócio-torcedor.''

Nos supermercados conveniados, é só o torcedor associado ao programa de algum clube informar o CPF ao caixa que automaticamente os produtos da promoção são registrados com o desconto correspondente. Eduardo pagou por seu plano, o Cruzeiro Sempre, R$ 330,00 de anuidade. E já obteve R$ 146,00 em descontos com produtos comprados em supermercados. ''Quando fiz o plano, a Adriana (noiva do torcedor) falou que eu estava jogando dinheiro fora'', conta. ''Agora ela se beneficia mais do que eu.''

O torcedor destaca as promoções especiais de fim de semana que ocorrem eventualmente. ''Normalmente, o desconto é de 2%, 3% do preço do produto, mas quando há essas promoções aumenta muito. Da última vez, comprei leite com quase 50% de desconto.'' Ao refazer as contas, Eduardo conclui que já ''pegou de volta'' bem mais do que os R$ 146. ''Já fui três vezes ao Mineirão, comprei ingresso para o jogo com o Grêmio (dia 10 de novembro)... Se somar todos os descontos, tive de benefício quase o mesmo valor que paguei para o clube.''

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.