Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Cruzeiro aplica 4 a 0 no Uberlândia e é o líder do Campeonato Mineiro

Time celeste chega aos sete pontos com goleada no Mineirão

Estadão Conteúdo

25 Janeiro 2018 | 00h06

O Cruzeiro segue dando as cartas no Campeonato Mineiro. Em mais uma sólida e segura atuação no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, o time comandado pelo técnico Mano Menezes goleou o Uberlândia por 4 a 0, pela terceira rodada, e é o líder da competição. Tem sete pontos, a mesma pontuação do América-MG, e ganha do rival no saldo de gols (6 a 3).

Em três partidas, o Cruzeiro venceu duas vezes, ambas no estádio do Mineirão, e empatou uma - 0 a 0 com a Caldense, em Poços de Caldas (MG). O time marcou seis gols até agora e não sofreu nenhum, em uma prova do equilíbrio de um time com uma sólida defesa e um ataque eficiente. O curioso nisso é que o centroavante Fred, de volta após 13 anos, ainda não balançou as redes.

Além de Cruzeiro e América-MG, outro time que pode terminar a terceira rodada com sete pontos é o Atlético Mineiro, que nesta quinta-feira enfrenta o Villa Nova , em Nova Lima. O Uberlândia, com três pontos, é o nono colocado e hoje não estaria nem entre os oito classificados às quartas de final, nem entre os dois rebaixados ao Módulo II.

Em campo, o Cruzeiro mostrou enorme superioridade. Com marcação avançada, como Mano Menezes gosta de jogar, o time de Belo Horizonte encurralou os visitantes, que pouco incomodaram o goleiro Fábio. Foram muitas as chances perdidas para abrir o placar e o gol só saiu no final. Aos 39 minutos, Rafael Estevam fez contra ao tentar desviar um chute de Robinho.

Pouco depois, aos 43 minutos, o Cruzeiro ampliou e foi para o intervalo com uma confortável vantagem de 2 a 0. O meia Thiago Neves cobrou uma falta pela lado direito e colocou a bola no ângulo esquerdo do goleiro Felipe, ex-Corinthians e Flamengo.

Na segunda etapa, o panorama da partida foi o mesmo. Com boa movimentação no ataque, o Cruzeiro não deixava o Uberlândia sair para o jogo. Controlando a posse de bola, o time celeste fez mais dois gols na parrte final da partida. Aos 34 minutos, Thiago Neves recebeu a bola e deu passe para Rafinha, que não desperdiçou. E o meia fez o seu segundo aos 39.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.