Cruzeiro aposta em prevenção para evitar lesões

Depois de ter o domingo de folga, os jogadores do Cruzeiro tiveram nesta segunda-feira um trabalho conjunto de preparação física e fisioterapia, realizado nas dependências do Centro Avançado de Reabilitação Esportiva (Care), local que será inaugurado em breve pelo clube nos moldes do Reffis, do São Paulo, e do Cepraf, lançado nesta segunda-feira pelo Santos. Antes de ir a campo, os jogadores fizeram 50 minutos de treinos de estabilização dinâmica, com exercícios para músculos que não são exercitados normalmente durante os treinos, sob o comando do fisioterapeuta Charles Costa e do preparador físico Francisco Ferreira. Em vez das tradicionais bolas e cones, foram utilizados equipamentos como bolas de silicone, tábuas de equilíbrio, pranchas e cama elástica. A meta do técnico Paulo Autuori e da comissão técnica é usar essa estrutura ao menos uma vez por semana para evitar a ocorrência de lesões como a do atacante Araújo, que ficou parado por todo o segundo semestre de 2006. "Esses exercícios têm como objetivo fortalecer musculaturas profundas. O atleta fica mais estável, o que impede a ocorrência de lombalgias, pubalgias, entorses e estiramentos musculares", explicou Charles Costa. Uma crise no ano passado, provocada por reclamações de jogadores como o meia Martinez, atualmente no Palmeiras, provocou a demissão coletiva dos médicos do Cruzeiro. A diretoria do clube decidiu investir cerca de R$ 300 mil na compra de equipamentos modernos e na criação do Care. "A prevenção é muito importante, e acredito que teremos um resultado muito bom durante a temporada", disse Francisco Ferreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.