Cruzeiro aposta no entrosamento do meio-de-campo

O volante Henrique acredita que o entrosamento do meio-de-campo é uma das armas do Cruzeiro para derrotar o Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro, no Mineirão, na quarta-feira. O setor é o único que não tem sofrido várias alterações nas últimas partidas do time de Belo Horizonte.

AE, Agencia Estado

21 de setembro de 2009 | 14h58

"A gente já vem jogando junto há algum tempo. São os três ali no meio-campo e o Gilberto que estão sendo sempre utilizados. Não tem jogador saindo do time por causa de cartões e isso é bom. O entrosamento aumenta, a confiança também. É importante estar sempre jogando", analisou.

Na quarta-feira, o meio-de-campo voltará a ser formado por Henrique, Fabrício e Marquinhos Paraná. A escalação da defesa e do ataque ainda está indefinido, já que o Cruzeiro possui vários jogadores em fase final de recuperação de contusões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.