Cruzeiro apresenta atacantes e presidente avisa: 'Outros reforços virão'

Depois de ver a equipe bicampeã brasileira sofrer um desmanche no início de 2015, o Cruzeiro teve um ano sofrível e até demitiu o técnico Marcelo Oliveira. Agora, o clube tenta recomeçar. Nesta quinta-feira, os mineiros apresentaram mais dois reforços para 2016: os atacantes Rafael Silva, que veio do Vasco, e Douglas Coutinho, ex-Atlético-PR.

Estadão Conteúdo

07 de janeiro de 2016 | 18h49

"São dois reforços de peso para o nosso time, que se manteve. Todos os jogadores considerados titulares e primeiros reservas foram mantidos. Outros virão e outros serão apresentados ao longo da pré-temporada. A gente espera que a gente volte a ser o time campeão de 2013 e 2014", disse o presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares.

Na verdade, diversos jogadores que atuaram com regularidade em 2015 deixaram o clube. Casos do lateral-direito Ceará (19 jogos no Brasileirão), do zagueiro Paulo André (17), dos laterais-esquerdos Mena (seis) e Pará (11), do volante Charles (25), dos atacantes Leandro Damião (23) e Marquinhos (23).

Até aqui, quatro peças de reposição foram anunciadas. Na quarta foi apresentado o meia argentino Sanchez Miño, que estava no Estudiantes. Também o desconhecido Bruno Nazário, ex-Hoffenheim, foi contratado. Para o ataque, Douglas Coutinho chega para brigar por vaga no time titular, enquanto Rafael Silva deve compor elenco.

Coutinho, de 21 anos, já defendeu o clube na base e realiza o sonho de voltar, agora nos profissionais. "Para mim, é a realização de um sonho estar aqui. Tanto meu quanto da minha avó, que sempre lutou por mim, sempre me apoiou. É uma honra estar aqui. Graças a Deus, deu certo e estou aqui de volta", disse o jogador, em sua apresentação.

Já Rafael Silva era reserva no time rebaixado do Vasco. Anotou poucos gols, mas balançou as redes em dois momentos decisivos: nas finais do Campeonato Carioca e na classificação sobre o Flamengo na Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.