Cruzeiro aumenta a agonia do Grêmio

A lógica prevaleceu no chamado encontro dos opostos e o Cruzeiro não teve dificuldades para vencer o Grêmio nesta quarta-feira, por 3 a 0, no Mineirão, resultado que mantém o time mineiro na liderança do Campeonato Brasileiro com seis pontos à frente do Santos, que derrotou o Vitória, por 3 a 1, na Vila Belmiro. A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo tem agora 85 pontos contra 79 do time paulista. Com mais uma derrota, o tricolor gaúcho continua segurando a lanterna da competição, em situação complicada, com 37 pontos em 41 rodadas. Restando cinco rodadas para o término do Brasileirão, a equipe celeste deu mais um passo para a conquista do título inédito. "O importante é que mantivemos a diferença, diminui-se o número de jogos e agora precisamos de nove pontos", observou o meia Alex. "São três vitórias", resumiu o goleiro Gomes. O Cruzeiro fará as duas próximas partidas fora de casa. No final de semana que vem vai a Campo Grande (MS) enfrentar o Vasco - que perdeu o mando de campo - e depois encara o Paraná, em Curitiba. Já o Grêmio, seriamente ameaçado de rebaixamento, fará dois jogos no estádio Olímpico. Recebe o Paysandu no próximo sábado e depois o Vasco. A primeira grande chance de gol na partida foi do Grêmio. Se não fosse a defesa salvadora do goleiro Gomes, o atacante Caio teria marcado para os gaúchos, aos 10 minutos do primeiro tempo. Mas, apesar do equilíbrio inicial, o time da casa foi aos poucos demonstrando superioridade em campo até que aos 27 minutos, o meia Alex cobrou falta da esquerda e Wendell surpreendeu a defesa adversária, concluindo de cabeça para fazer 1 a 0. Dois minutos depois, enquanto a torcida ainda comemorava o primeiro gol, o ataque celeste aproveitou uma bobeada na saída de bola gremista.Alex dominou no peito um cruzamento vindo da esquerda e não deu chances ao goleiro Eduardo Martini, chutando forte para ampliar o placar. Em nova jogada que teve origem no lado esquerdo do ataque cruzeirense, o time mineiro chegou ao seu terceiro gol, aos 40 minutos. Desta vez, o atacante Mota dominou na área e chutou cruzado, rasteiro, fazendo 3 a 0. No segundo tempo, o Grêmio voltou com mais disposição e pressionou tentando diminuir a vantagem celeste. O Cruzeiro jogou o bastante para administrar a vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.