Cruzeiro bate Flamengo e confirma reação no Brasileirão

O Cruzeiro conseguiu confirmar a recuperação após uma série de derrapagens no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Flamengo por 1 a 0, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, em partida válida pela 11.ª rodada da competição. A derrota aumenta a pressão sobre o técnico rubro-negro, Joel Santana, muito criticado pela torcida e que pode nem chegar à próxima rodada no comando da equipe carioca.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 18h18

Com a vitória, o Cruzeiro chegou a 20 pontos, enquanto que o Flamengo permanece na 10.ª posição, com 15 pontos. Nesta quarta-feira, pela 12.ª rodada, o time celeste enfrenta o Corinthians, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, enquanto que o Flamengo recebe a Portuguesa, no Engenhão, no Rio de Janeiro, na quinta.

Sem conseguir engatar no Brasileirão, os dois times entraram em campo mostrando bastante nervosismo e durante todo o primeiro tempo os que os torcedores assistiram foi a uma série de erros de ambos os lados. O Cruzeiro entrou desfalcado de Léo, contundido, além de Diego Renan, que estava suspenso, mas teve o retorno de Charles, recuperado de lesão. Já o Flamengo entrou em campo com o jovem Adryan no lugar de Hernane, que teve péssimo desempenho na derrota por 3 a 0 para o Corinthians na última rodada e voltou ao time no segundo tempo sob vaias para Joel Santana.

Precisando da vitória, tanto a equipe celeste quanto a rubro-negra tentaram avançar e criar oportunidades desde o apito inicial. Adryan se destacou com boas jogadas individuais e o time carioca até que teve algumas chances de abrir o placar com Vágner Love, que também se apresentou muito mal contra o Corinthians. Pelo lado celeste, o destaque na fase inicial da partida foi Ceará, que trabalhou bem auxiliando na defesa e deu boas contribuições para as tentativas de ataque.

A primeira etapa também foi marcada pelo equilíbrio dos dois times, que tiveram quase a mesma posse de bola. Mas os dois pecaram na conclusão das jogadas e nas vezes em que os atletas de ambos os lados conseguiram finalizar corretamente, Fábio, do Cruzeiro, e o flamenguista Paulo Victor fecharam os gols. Isso até os 44 minutos, quando Ceará cruzou com perfeição para Borges, que, de cabeça, animou a torcida celeste ao colocar os anfitriões na frente no placar.

No segundo tempo, o ritmo continuou praticamente o mesmo, com a diferença que o Flamengo, diante da perspectiva de nova derrota, tentou pressionar mais os donos da casa. A equipe até conseguiu avançar sobre os anfitriões e a bola chegou à frente de Fábio algumas vezes, mas o ataque rubro-negro continuou errando muito e em algumas das melhores possibilidades de igualar o placar os jogadores da frente nem mesmo conseguiam chegar nas bolas lançadas na área celeste.

O Cruzeiro, por sua vez, precisando dos três pontos para se reerguer de uma sequência de derrotas nas primeiras rodadas, preferiu arriscar menos e se fechou na defesa. A estratégia funcionou e o time conseguiu emplacar a segunda vitória seguida. "O Flamengo tem jogadores de qualidade, mas graças a Deus conseguimos a vitória", comemorou Charles.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 0 FLAMENGO

CRUZEIRO - Fábio; Ceará, Mateus, Rafael Donato e Marcelo Oliveira; Leandro Guerreiro, Charles (Sandro Silva), William Magrão e Montillo; Wellington Paulista (Élber) e Borges (Anselmo Ramon). Técnico: Celso Roth.

FLAMENGO - Paulo Victor; Léo Moura, Marllon, González e Ramon; Ibson, Luiz Antônio (Matheus), Amaral e Renato (Camacho); Vágner Love e Adryan (Hernane). Técnic: Joel Santana.

GOL - Borges, aos 44 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Charles e Marcelo Oliveira (Cruzeiro); Amaral e Marllon (Flamengo).

ÁRBITRO - Héber Roberto Lopes (Fifa/PR).

RENDA - R$ 485.580,00.

PÚBLICO - 16.277 pagantes.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiroFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.