Washington Alves/Reuters
Washington Alves/Reuters

Cruzeiro bate Universitário em casa e fica perto da vaga

Equipe mineira ganha em casa por 2 a 0, com dois gols de Wellington Paulista no segundo tempo da partida

Agencia Estado

19 de março de 2009 | 00h45

O Cruzeiro derrotou o Universitário de Sucre, da Bolívia, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e se manteve invicto e na liderança do Grupo 5 da Copa Libertadores da América, agora com dez pontos.

Veja também:

tabela Libertadores - Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O jogo foi válido pela quarta rodada da chave, que terá nesta quinta o duelo entre Estudiantes e Deportivo Quito, do Equador, em La Plata, na Argentina. O time argentino ocupa o terceiro lugar, com três pontos. Já a equipe equatoriana está na segunda posição, com cinco. O Universitário de Sucre é o lanterna, com apenas um.

O primeiro gol da partida saiu aos 12 minutos do segundo tempo. Gerson Magrão foi derrubado pelo goleiro Lampe dentro da área e o árbitro marcou o pênalti. Wellington Paulista cobrou bem e mandou a bola para o fundo da rede.

Nos acréscimos, o centroavante do Cruzeiro marcou de novo. Wellington Paulista recebeu na área e, sem marcação, chutou rasteiro para o gol.

O próximo desafio do Cruzeiro será contra o Estudiantes, na Argentina, no próximo dia 8. Um empate já será o suficiente para a equipe mineira garantir a classificação às oitavas-de-final da Libertadores.

CRUZEIRO 2 X 0 UNIVERSITÁRIO

Cruzeiro - Fábio; Jonathan (Jancarlos), Thiago Heleno, Leonardo Silva e Sorín; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner (Gérson Magrão); Thiago Ribeiro (Wanderley) e Wellington Paulista. Técnico: Adilson Batista.

Universitário - Carlos Lampe, Zabala, Rivero, Aguirre e Bejarano; Lima, Ribera, Saucedo e Marcelo Gomes (Vanderlei dos Santos); Sillero (Dimas da Silva) e Nicolas Raimondi. Técnico: Eduardo Villegas.

Gols - Wellington Paulista, aos 12 e aos 45 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Federico Beligoy (Fifa-Argentina).

Cartões amarelos - Gérson Magrão (Cruzeiro); Lampe, Rivero e Zabala (Universitário).

Cartão vermelho - Aguirre (Universitário).

Renda - R$ 319.065.

Público - 14.439 pagantes.

Local - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.