Cruzeiro confirma aposentadoria do volante Fábio Santos

Além da derrota para o São Paulo, o Cruzeiro teve outro fato a lamentar no jogo desta quarta-feira. Ainda no Mineirão, o volante Fábio Santos revelou que estava se aposentando, para a surpresa de todos, incluindo elenco, comissão técnica e direção cruzeirenses. Nesta quinta, o diretor de futebol Eduardo Maluf confirmou a decisão do jogador de abandonar o esporte.

AE, Agência Estado

13 Maio 2010 | 23h14

"Hoje (quinta) ele me procurou e foi honesto. Falou que, nesse período em que teve o parecer de condição de jogo, vinha tomando anti-inflamatórios por conta própria. O médico do Cruzeiro analisava e ele não tinha problema de inchaço no joelho, de nada", explicou Maluf sobre o período em que Fábio Santos se tratou no clube, se recuperando de uma cirurgia no joelho.

"Ele foi muito franco. Disse que não poderia iludir a si mesmo, que a dor após os jogos é muito grande e isso poderia afetá-lo no futuro. Disse que poderia entrar, jogar 15, 20 jogos, mas não teria a performance dele. Colocou o ponto de vista dele e nós entendemos plenamente", continuou.

O dirigente esclareceu que Fábio Santos, atualmente com 29 anos, tinha assinado um contrato de risco. "Com o parecer de que estava recuperado, o Fábio fez os treinamentos de campo, os jogos-treinos contra os juniores e nós propusemos um contrato de risco, em que ele receberia pelo número de jogos", disse Maluf, confirmando que nada impede o desligamento do volante.

Desta maneira, Fábio Santos já não deve atuar no jogo de domingo, quando o Cruzeiro recebe o Avaí pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Se não mudar de ideia em sua decisão, também não estará na partida de volta pelas quartas de final da Copa Libertadores, na próxima quarta-feira, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.