Cruzeiro confirma novas lesões de Joel e Willian Farias

O departamento médico do Cruzeiro confirmou nesta terça-feira que o atacante Joel e o volante Willian Farias sofreram novas lesões. Eles vinham em processo de recuperação de problemas físicos anteriores, mas problemas nas cicatrizações acarretaram novas contusões na dupla.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2015 | 22h33

Willian Farias sofreu lesão muscular na coxa esquerda após se recuperar de uma cirurgia no púbis. Joel se reabilita de nova lesão na mesma coxa esquerda, que estava contundida desde o jogo contra o Avaí, no dia 19 de julho, ainda no primeiro turno do Brasileirão.

"Durante os treinamentos, na fase de transição, o atacante Joel se queixou de uma dor na parte posterior da coxa esquerda e realizamos um exame de ressonância magnética que mostrou uma segunda lesão. Na própria imagem, mostrou onde ele teve a lesão anterior, totalmente cicatrizada, e cerca de uns 12 centímetros abaixo, acabou acontecendo uma segunda lesão", explicou o médico do clube, Sérgio Freire Júnior.

O especialista atribuiu o novo problema físico a um "desequilíbrio mecânico" no processo de cicatrização do atleta. "O atleta vai parar por algum tempo para aguardar a cicatrização dessa nova lesão. Isso ocorre muitas vezes por conta de um desequilíbrio mecânico gerado na cicatrização e essa fase de adaptação gerou essa nova lesão."

No caso de Willian Farias, o médico garantiu que o jogador está totalmente recupera da cirurgia. O novo problema não tem relação com o púbis. "Ele acabou sentindo uma fisgada na região adutora da coxa esquerda e também realizamos o exame de ressonância que mostrou uma lesão de adutor. Então ele precisa parar novamente para o tratamento dessa lesão muscular, uma vez que a cirurgia do púbis estava em ótima evolução e resolvida", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroJoelWillian Farias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.