Cruzeiro cumpre tabela contra Olimpia

O Cruzeiro encerra sua participação na primeira fase da Libertadores da América nesta terça-feira à noite, contra o Olimpia, do Paraguai, em Ipatinga, no Vale do Aço, apenas para cumprir tabela. O time do técnico Luiz Felipe Scolari é lider isolado do grupo 4, com 13 pontos, o que lhe garantiu, antecipadamente, o primeiro lugar da chave e o direito de passar à próxima etapa da competição. O jogo foi transferido para o interior porque o Mineirão será palco da festa do Dia do Trabalho, promovida por uma montadora de automóveis do Estado.Mesmo sem a necessidade de vencer, Scolari deve usar a equipe titular no Vale do Aço, com poucas modificações. A idéia do treinador é aproveitar a partida contra os paraguaios como um treino de luxo para o time, que bateu a Caldense por 2 a 1 em Poços de Caldas, sábado, e voltou a ter excelentes chances de classificação à decisão do Campeonato Estadual.O lateral argentino Sorín, que cumpriu suspensão no fim de semana, reforça o grupo. No ataque, Scolari decide, em Ipatinga, se poupa Geovanni ou Oséas - um dos dois dará lugar a Marcelo Ramos, que quer marcar seu 150º gol com a camisa celeste. O goleiro Bosco também pode dar lugar ao ex-titular André, recuperado de uma cirurgia no joelho.O próximo adversário do Cruzeiro na Libertadores sai na quinta-feira, após a rodada final do grupo 5 do torneio. Os mineiros deverão enfrentar o segundo colocado desta chave, posição que pode ser ocupada por River Plate, da Argentina, El Nacional, do Equador, ou, correndo por fora, Guarani, do Paraguai. Para manter-se na Libertadores, o Olimpia, vice-líder do grupo 4, com seis pontos, precisa vencer o Cruzeiro e torcer por um tropeço do Emelec, do Equador, que tem cinco pontos, diante do lanterna Sporting Cristal, do Peru, também nesta terça-feira.O Cruzeiro deve jogar com Bosco (André), Maicon, Luisão, Cris, Sorín; Marcus Vinícius, Ricardinho, Jorge Wagner, Jackson; Oséas, Geovanni (Marcelo Ramos). O Olímpia, do técnico Alício Solalinde, deve jogar com Golindano; Cáceres, Badell, Enrique Noguera e Da Silva; Esteche, Otero, Franco e González, Maturana e Escobar. O árbitro da partida, que tem início previsto para às 20 horas, será o argentino Horácio Elizondo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.