Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro demite técnico Felipe Conceição após queda precoce na Copa do Brasil

Anúncio da saída aconteceu em entrevista coletiva do presidente Sérgio Santos Rodrigues logo depois da partida

Redação, Estadão Conteúdo

09 de junho de 2021 | 22h36

Sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro e agora eliminado pelo Juazeirense-BA na 3ª fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro demitiu o técnico Felipe Conceição ao fim da partida da noite desta quarta-feira, no interior da Bahia. O anúncio da saída aconteceu em entrevista coletiva do presidente Sérgio Santos Rodrigues logo após a derrota para o Juazeirense por 1 a 0, no tempo normal, e depois nos pênaltis por 3 a 2.

"A gente tem que corrigir o rumo das coisas enquanto ainda há tempo. Em razão disso, a gente conversou com o Felipe Conceição no vestiário e comunicamos a descontinuidade do trabalho. Agradeço pelo tempo que ele passou com a gente, pelo o que ele tentou fazer, mas infelizmente a performance que a gente esperava não aconteceu", disse o presidente.

A saída do treinador vinha sendo desenhada já na última semana, desde o desentendimento de Felipe Conceição com o atacante Rafael Sóbis, um dos líderes do elenco, durante a derrota para o CRB por 4 a 3, no Mineirão. O ambiente estava longe do ideal e sem perspectiva de melhora. Os números também não eram considerados bons. Ele comandou o time em 19 partidas, com um retrospecto de oito vitórias, três empates e oito derrotas, um aproveitamento de 47,3%.

O presidente cruzeirense pediu desculpas ao torcedor pelo momento do clube, mostrando incômodo com a sequência de derrotas do time. Ele aproveitou a entrevista e disse que o departamento de futebol já está analisando o que fazer sobre o novo treinador.

"Peço desculpa ao nosso torcedor. Um time da grandeza como o Cruzeiro não pode estar numa situação dessa. Já conversei com nosso executivo Rodrigo Pastana para a gente ver o que fazer de melhor daqui para frente. Vamos continuar pedindo o apoio de todo mundo. Vamos trabalhar para corrigir o percurso e buscar nosso maior objetivo, que é o acesso à Série A", completou.

A demissão, porém, vai ter implicação direta na campanha da Série B, onde o time perdeu seus dois primeiros jogos - 3 a 1 para o Confiança e 4 a 3 para o CRB. Pelo novo regulamento da CBF, cada clube só pode trocar de técnico uma vez, portanto, o nome a ser escolhido deverá seguir com o time até o término da temporada. Ou então, o clube usará um profissional interno, como um auxiliar ou técnico sub-20.

Esta foi a segunda eliminação seguida do Cruzeiro na terceira fase da Copa do Brasil. No ano passado o time já havia caído para o CRB.

O Cruzeiro voltará a campo no sábado para enfrentar o Goiás, às 21 horas, no Mineirão, pela terceira rodada da Série B. O time mineiro é o lanterna, ainda sem pontuar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.