Cruzeiro derrota Fla e está na final

O Cruzeiro classificou-se para a final da Copa dos Campeões, ao derrotar o Flamengo, nesta quarta-feira à noite, por 2 a 1, no Castelão, na capital do Ceará. Agora, o time mineiro vai aguardar o vencedor de Paysandu x Palmeiras, domingo, para conhecer o adversário da decisão, que será disputada em duas partidas, uma em Fortaleza e outra em Belém. O Cruzeiro foi mais competente, soube aproveitar as oportunidades e mereceu a vitória. O Flamengo perdeu duas vezes: a chance de ir à final e Juninho, que vai voltar para o Atlético de Madrid. O jogo começou sob intensa marcação de ambas as equipes. Pouca criatividade e falta de ousadia foram a tônica da partida nos primeiros 45 minutos. O Flamengo tentava alguma coisa por meio de Juninho, o de maior habilidade do time. Mas ele não produziu o esperado. Ao contrário, desperdiçou a melhor oportunidade do Flamengo na primeira etapa. Foi aos 30 minutos, quando, diante do goleiro Jefferson, chutou a bola para fora. Pouco antes, o Cruzeiro deu o ar de sua graça numa jogada individual de Vander. Ele deixou a área de seu time driblando vários adversários até chegar próximo ao gol de Júlio César e chutar forte, à esquerda do goleiro do Flamengo. O lance foi bastante aplaudido pelo público. Na frente, Lucas, fora de forma, e Fábio Júnior, muito bem vigiado pela zaga do time carioca, não conseguiam levar perigo. No Flamengo, além de Juninho, o lateral Athirson foi muito acionado no primeiro tempo. Fez bons cruzamentos, deu chutes a gol e participou de outros lances. Depois, limitou-se a tocar de lado ou tentar as tabelas por causa da forte marcação que passou a sofrer. No segundo tempo, o time do Rio voltou diferente, mais veloz, tentando surpreender o Cruzeiro. Mas a derrota do Flamengo pode ter começado num lance aos 5 minutos, quando Juninho deu um passe preciso para Liédson. O atacante driblou o goleiro e chutou a bola em cima de Maicon, desperdiçando um gol incrível. Aos 20, Jorge Wagner chutou de fora da área e Júlio César fez boa defesa. O técnico Marco Aurélio resolveu mudar sua equipe logo em seguida e trocou Lucas por Joãozinho. A estratégia deu resultado. Joãozinho fez ótima tabela com Leandro aos 27 e chutou forte, sem defesa para Júlio: Cruzeiro 1 a 0. O gol desarticulou o Flamengo, que foi à frente de qualquer maneira a fim de tentar o empate. Abriu assim a defesa e aos 32 minutos Fábio Júnior escorou cruzamento da esquerda, de Jorge Wagner, para marcar o segundo gol. No final, aos 44, Juninho cobrou muito bem falta da entrada da área e diminuiu. Foi o seu gol de despedida do Flamengo. Os cariocas ainda tentaram empatar à base dos lançamentos na área do Cruzeiro. Não tiveram sucesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.