Cruzeiro deve contratar Lúcio

A diretoria do Cruzeiro tem como praticamente certa a contratação do atacante Lúcio, da Portuguesa, na troca pelos passes do goleiro Bosco e do meia Marcus Vinícius. O acerto salarial com o jogador, que passa dias de folga emuma chácara no Tocantins, já foi feito e, nesta quarta-feira, faltavam apenas detalhes das negociações entre os dois cruzeirenses que devem se transferir para a Lusa para dar a transação como concretizada. A previsão dos mineiros é que Lúcio, cujo passe passaria a pertencer ao clube mineiro, se apresente em Belo Horizonte até o fim de semana. Também há expectativa entre os dirigentes do Cruzeiro pela contratação por empréstimo do atacante Fernandão, ex-Goiás e nesta quinta-feira pertencente ao Olympique, de Marselha. Outros negócios que interessam aos cruzeirenses são trocas de jogadores envolvendo o Corinthians e o Santos. Do Parque São Jorge, atletas dispensados pelo técnico Carlos Alberto Parreira podem ser colocados à disposição, como informou o presidente da Hicks Muse, parceria dos dois clubes, Dick Law. O zagueiro Fábio Luciano, o lateral-esquerdo Kléber e o atacante Fernando Baiano estão na mira dos mineiros. Com o Santos, a transação pode envolver a vinda do lateral Rubens Cardoso e do atacante Fumagalli, ambos emprestados ao Guarani, na última temporada, e a ida para o Peixe do lateral-direito Rodrigo e do armador Paulo Isidoro. O meia santista Robert,que em fevereiro terá passe livre, também está nos planos dos cruzeirenses. Já o Santos se interessa por Oséas, que pode ser negociado pelos mineiros. Outra novidade na Toca da Raposa deve ser a chegada do meia Mineiro, da Ponte Preta, jogador pedido à diretoria pelo técnico Marco Aurélio. As conversações entre os clubes estão adiantadas e o Cruzeiro pagaria R$ 200 mil à Macaca para tê-lo por um ano. Ainda cederia à equipe de Campinas, pelo mesmo período, o atacante Leonardo. O meia Vander, ex-Ponte Preta e que estava no futebol francês, é até agora o único contratado oficial do Cruzeiro e deve se apresentar nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.