Washington Alves|Light Press
Washington Alves|Light Press

Cruzeiro domina Atlético-MG e vence clássico na estreia da Primeira Liga

Gol de Arrascaeta garante vitória celeste no Mineirão

Gabriel Melloni, Estadao Conteudo

01 Fevereiro 2017 | 21h34

O Cruzeiro venceu o primeiro grande clássico do futebol mineiro em 2017, nesta quarta-feira. Na estreia da Copa da Primeira Liga, o time de Mano Menezes não tomou conhecimento do Atlético-MG, dominou ao longo dos 90 minutos e venceu por 1 a 0. O placar não refletiu o tamanho da superioridade do lado celeste no confronto disputado no Mineirão.

O resultado fez o Cruzeiro saltar na liderança do Grupo C da Copa da Primeira Liga, à frente de Chapecoense e Joinville, que empataram na estreia e têm um ponto, e do próprio Atlético-MG. Na quarta-feira que vem, o Cruzeiro vai receber a Chapecoense, e no dia seguinte, o Atlético-MG joga com o Joinville, também em casa.

Antes, no entanto, os rivais mineiros voltam as atenções para o Estadual, pelo qual estrearam com vitória no último fim de semana. Após bater o América de Teófilo Otoni, o Atlético-MG viaja para encarar o Tombense no sábado. No dia seguinte, será a vez do Cruzeiro receber o Tricordiano no Mineirão.

E no confronto de dois tabus, o Cruzeiro levou a melhor nesta quarta e chegou a seis partidas seguidas sem perder para o rival - a última derrota aconteceu em 2015. Já o Atlético-MG viu cair por terra sua hegemonia no Mineirão, onde não perdia para o time celeste há sete partidas - desde 2013.

O JOGO

Com superioridade na posse de bola nos primeiros minutos, o Cruzeiro chegou pela primeira vez aos 13 minutos. Após cobrança de falta de longe, Léo ganhou de Yago pelo alto e tocou para o meio da área. A bola passou a centímetros do pé de Manoel e da trave esquerda, para a sorte do Atlético-MG.

A bola parada era um pesadelo para o Atlético-MG, e foi assim que Sóbis quase marcou aos 20, parando em Giovanni. Até que aos 27, saiu o gol. Ariel Cabral lançou do campo de defesa, Felipe Santana tentou cortar mas apenas desviou, deixando a bola limpa para Arrascaeta. Com liberdade e de frente para o goleiro, o uruguaio teve calma para tirar Giovanni e tocar para a rede.

O gol não mudou a postura do Cruzeiro, que seguiu dominando a posse de bola e encurralando o Atlético-MG. Aos 41, ainda chegou com perigo uma última vez, com Alisson, que recebeu de Arrascaeta e arriscou da intermediária, rente à trave.

Depois de não ameaçar o adversário no primeiro tempo, o Atlético-MG precisava melhorar após o intervalo, mas foi o Cruzeiro que voltou ainda mais perigoso. O time celeste demorou somente cinco minutos para chegar pela primeira vez, novamente pelo alto com Léo, que cabeceou muito perto.

A pressão só crescia, e o Cruzeiro teve três grandes oportunidades em um espaço de cinco minutos. Aos 11, Alisson passou como quis por Marcos Rocha e encheu o pé, mas Giovanni espalmou. Dois minutos depois, o mesmo Alisson aproveitou sobra na marca do pênalti, mas pegou muito mal e jogou para fora. Já aos 16, Sóbis recebeu sozinho de Robinho na área, mas parou mais uma vez em Giovanni.

Atônito, o Atlético-MG só observava e parecia mais preocupado em diminuir o ritmo do rival do que em buscar o gol de empate. Por isso, passou a priorizar a posse de bola, mesmo que com toques laterais no meio de campo, sem objetividade.

Em um raro ataque alvinegro, quase saiu o empate. Pratto salvou bola quase perdida na linha de fundo e Felipe Santana ficou com ela na pequena área, mas foi travado. Aos 41, Robinho ainda foi expulso por falta no campo de ataque, mas nem a superioridade numérica fez o Atlético-MG crescer nos minutos finais.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 X 0 ATLÉTICO-MG

CRUZEIRO - Rafael; Ezequiel, Manoel, Léo e Diogo Barbosa; Henrique (Hudson), Ariel Cabral, Robinho, Arrascaeta (Rafinha) e Alisson; Rafael Sóbis (Ábila). Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-MG - Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago (Ralph), Cazares (Rafael Moura), Maicosuel (Clayton) e Otero; Lucas Pratto. Técnico: Roger Machado.

GOLS - Arrascaeta, aos 27 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wanderson Alves de Souza (MG).

CARTÕES AMARELOS - Rafael Sóbis, Ezequiel, Robinho (Cruzeiro); Yago, Lucas Pratto, Fábio Santos, Gabriel, Ralph (Atlético-MG).

CARTÃO VERMELHO - Robinho (Cruzeiro).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Mais conteúdo sobre:
Primeira Liga Atlético-MG futebol Cruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.