Cruzeiro e Atlético brigam para ir à final

Acostumados a se encontrar sempre nas partidas finais, Cruzeiro e Atlético-MG iniciarão a disputa pelo título do Campeonato Mineiro de 2005, neste sábado, às 16h, no Estádio Mineirão, medindo forças em partida válida por uma das semifinais da competição. Com desfalques importantes, a Raposa, que não consegue uma vitória sobre o rival desde 11 de abril de 2004, tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais. Já o Galo, que também entrará em campo sem alguns titulares, conta justamente com o retrospecto de ter derrotado o tradicional adversário nos quatro últimos confrontos. Sem definir a escalação da equipe, o técnico Levir Culpi tenta encontrar a melhor formação para suprir as ausências do lateral Athirson, vetado por causa de uma distensão na coxa direita, e do volante Maldonado, que está na Seleção do Chile. Para a lateral, Patrick deve ser confirmado. Já o meio de campo, vai depender do esquema tático que será adotado pelo treinador. Se preferir o 4-4-2 mais cauteloso, a Raposa deve ter no setor as presenças de Jardel, Marabá, Diogo e Wagner. Lopes também pode aparecer, caso o treinador prefira um meio de campo mais ofensivo. "Temos que entrar para a partida com uma postura diferente da apresentada na fase de classificação, quando fomos derrotados. E os jogadores, independente de quem jogar, sabem disso", disse Levir. Pelo lado do Atlético, o técnico Procópio Cardoso também tem problemas para armar o time. O treinador depende da palavra dos médicos para poder confirmar o armador Rodrigo Fabri, que reclama de dor na coxa esquerda, o atacante Euller, que apresenta problema na região posterior da coxa direita e o volante Ataliba, que sente fadiga muscular. Por outro lado, o treinador terá a volta do lateral Rubens Cardoso e do zagueiro André Luiz. "É uma situação difícil, pois são jogadores que possuem qualidade e experiência. Mas estou confiante na recuperação deles. Afinal, todo mundo se supera para disputar o clássico, que na minha opinião é o mais disputado do Brasil", destacou o treinador que, se não puder contar com Fabri, Ataliba e Euller, tem como opções Prieto, Walker e Quirino, respectivamente. Na outra semifinal, que será disputada amanhã em Patos de Minas, entre Ipatinga e URT, o técnico Ney Franco, do Ipatinga, conta com a volta de sete titulares: os zagueiros William e Irineu, o lateral-esquerdo Beto, e os volantes Leandro Salino e Fahel cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Além dos cinco jogadores que voltam de suspensão, o treinador vai poder contar ainda com o lateral-direito Luizinho e com o atacante Walter, recuperados de contusão. Já o técnico Zé Maria Pena, da URT, ganhou o reforço do atacante Adriano, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Por outro lado, o treinador perdeu o volante Dudu, suspenso por causa do terceiro cartão amarelo. Seu substituto deve ser Serginho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.