Reprodução
Reprodução

Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam pela Primeira Liga com o Mineirão dividido

Última vez que o clássico contou com as duas torcidas foi em fevereiro de 2013

O Estado de S.Paulo

01 Fevereiro 2017 | 07h14

A temporada mal começou e já vai ter clássico em Belo Horizonte. Cruzeiro e Atlético-MG se encontram, nesta quarta-feira, às 19h30, no Mineirão, em jogo válido pela rodada inicial da Copa da Primeira Liga. O encontro terá um gosto especial, uma vez que foi disponibilizada a mesma quantidade de ingressos para as duas torcidas, que voltam a dividir o estádio.

A confiança e a esperança são de que os torcedores vão se comportar bem, sem brigas ou confusões. Da carga total de 60 mil ingressos, mais da metade já foi vendida, com os números confirmando o equilíbrio de forças entre as torcidas. Na última parcial oficial 18.012 cruzeirenses compraram ingressos, enquanto 18.516 atleticanos já adquiriram suas entradas. A expectativa é de casa cheia.

A última vez que o clássico contou com torcida dividida foi em fevereiro de 2013, quando os rivais se enfrentaram na reinauguração do Mineirão, após as reformas para a Copa do Mundo. Naquele jogo, válido pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro levou a melhor com uma vitória por 2 a 1.

Agora, a missão é largar bem na Primeira Liga, que tem a fase inicial curta, com apenas três jogos em uma chave com quatro clubes. A dupla mineira está no Grupo C, que conta também com os catarinenses Chapecoense e Joinville, que já se enfrentaram e empataram por 0 a 0.

NO SUL

Em Porto Alegre, o Internacional, integrante do Grupo A, fará sua estreia na competição em confronto com o Brasil de Pelotas, no Beira-Rio, às 19h30. Ambos vão estrear na chave em que o Fluminense venceu o Criciúma, por 3 a 2, na sua estreia.

A equipe colorada tenta a primeira vitória na temporada após estrear no Campeonato Gaúcho com empate por 1 a 1 diante do Veranópolis. O jogo também marcará o reencontro do time com a torcida após o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.