Cruzeiro e Fluminense ficam no empate em jogo nervoso

Cruzeiro e Fluminense empataram por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, em jogo marcado por uma disputa nervosa e acirrada, mas que teve gosto de derrota para as duas equipes. Vice-líder do Brasileirão, o time carioca foi aos 36 pontos e perdeu a chance de encostar no líder Atlético-MG. Do lado cruzeirense, o tropeço em casa pela 17ª rodada fez com que ficasse com 27 pontos.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 21h54

Apesar do resultado, as duas torcidas assistiram a um bom espetáculo nesta quarta-feira, principalmente pela noite inspirada de Montillo, do lado cruzeirense, e de Fred, pelo time carioca. Com o Cruzeiro querendo espantar a má fase e o Fluminense em disputa direta pela liderança, a partida também começou como prometia: quente e veloz. E a rapidez dos anfitriões em abrir o marcador impressionou. Com menos de três minutos de jogo, Ceará cobrou lateral na pequena área e a bola sobrou para Wellington Paulista fazer 1 a 0.

O gol parece ter colocado ainda mais combustível na disposição que atletas dos dois times já mostravam e o jogo seguiu bastante disputado durante todo o primeiro tempo. À frente no placar, o Cruzeiro recuou um pouco. Ainda mostrou bom futebol e criou oportunidades, mas o próprio ataque pecou na hora de finalizar. A torcida ainda pediu pênalti em Everton, que teria sido empurrado por Wallace, mas o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra nada marcou.

Já o Fluminense, além de entrar em campo sem se intimidar com a torcida adversária, cresceu com o espaço cedido pelo Cruzeiro e aproveitou bem algumas falhas da defesa. O time carioca só não empatou mais cedo por causa do goleiro Fábio, que se destacou com pelo menos duas ótimas defesas. Mas, aos 43 minutos, Thiago Neves cobrou falta de longe na área, Gum tocou de cabeça e o artilheiro Fred deixou o placar igual.

O jogo recomeçou ainda mais acirrado. Sem a vantagem, o Cruzeiro resolveu pressionar, apesar da dificuldade de superar a defesa adversária. Do outro lado, exatamente o oposto. A zaga cruzeirense teve problemas para parar os avanços do Fluminense, principalmente nas bolas aéreas, e o meio-de-campo teve que trabalhar dobrado para impedir que os visitantes virassem.

Sem marcar gols, as duas equipes foram tomadas pelo nervosismo e os jogadores começaram a se estranhar em campo. Aos 11, Leandro Guerreiro e Leandro Euzébio se desentenderam e levaram cartão amarelo. Menos de 15 minutos depois, foi a vez de Charles e Matheus Carvalho - que tinha entrado cinco minutos antes - trocarem agressões. Aí, o árbitro expulsou ambos.

Os dois times tiveram chance nos minutos finais, mas ninguém conseguiu superar o adversário e permaneceu o placar definido ainda no primeiro tempo. "Dedicação não faltou e podíamos ter definido a partida em algumas chances. Mas a gente não conseguiu a vitória porque o juiz não deu um pênalti. Depois ele vai embora e a gente tem que ficar (com o resultado)", desabafou o goleiro cruzeirense Fábio. "Do meio para a frente a gente controlou bem e conseguiu o gol de empate. Mas o resultado, infelizmente, não conseguimos", avaliou o outro goleiro, Diego Cavalieri.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 X 1 FLUMINENSE

CRUZEIRO - Fábio; Ceará (Diego Renan), Léo, Thiago Carvalho e Everton; Leandro Guerreiro, Charles, Lucas Silva e Montillo (Souza); Wellington Paulista e Fabinho (Wallyson). Técnico - Celso Roth.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wallace, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos (Thiago Carleto); Edinho, Jean, Wagner (Rafael Sóbis) e Thiago Neves; Fred e Samuel (Matheus Carvalho). Técnico - Abel Braga.

GOLS - Wellington Paulista, aos 3, e Fred, aos 43 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC).

CARTÕES AMARELOS - Leandro Guerreiro, Wellington Paulista e Everton (Cruzeiro); Fred, Leandro Euzébio e Edinho (Fluminense).

CARTÕES VERMELHOS - Charles (Cruzeiro) e Matheus Carvalho (Fluminense).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiroFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.