Washington Alves/Light Press
Washington Alves/Light Press

Cruzeiro é multado no STJD por confusão dos ingressos

Caio Rocha, presidente do tribunal, considera que equipefoi irresponsável ao colocar à venda ingressos em locais aleatórios

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2014 | 19h21

O Cruzeiro foi multado em R$ 50 mil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por "dificultar" a venda de ingressos para a torcida do Atlético-MG no segundo jogo da final da Copa do Brasil, realizado no dia 3 de dezembro, no Mineirão. A decisão foi proferida nesta quinta-feira, pela 3ª Comissão Disciplinar da corte. Cabe recurso.

A procuradoria do STJD havia apresentado denúncia a pedido do próprio presidente do STJD, Caio Rocha. Ele considerou que o Cruzeiro agiu de forma irresponsável ao colocar à venda ingressos em locais aleatórios, dentro do espaço que seria destinado aos atleticanos no estádio. Por esse motivo, a Polícia Militar de Minas Gerais autorizou espaço para apenas 1.854 torcedores do Atlético-MG no Mineirão, bem abaixo dos seis mil que deveriam estar disponíveis de acordo com o Regulamento Geral de Competições da CBF, que estabelece 10% da carga de entradas para a torcida visitante.

O Cruzeiro foi enquadrado no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê multa máxima de R$ 100 mil. Foi condenado a pagar R$ 50 mil, mais uma triste lembrança para o clube naquela decisão da Copa do Brasil, quando perdeu para o rival Atlético-MG e ficou com o vice-campeonato.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSTJDCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.