Cruzeiro e Santos ficam no empate no Mineirão

Cruzeiro e Santos não conseguiram sair do 0 a 0, na noite deste domingo, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte. O resultado do jogo válido pela 19ª rodada do Brasileirão foi ruim para os dois times, ambos ainda longe da briga por vaga na Libertadores de 2010 como pretendem.

MARCON BERALDO, Agencia Estado

16 de agosto de 2009 | 20h49

O Santos mostrou um futebol de melhor qualidade em relação às últimas partidas. Mas, mesmo assim, não foi o suficiente para iniciar a arrancada no Brasileirão, como preconizava o técnico Vanderlei Luxemburgo. O empate, portanto, levou o time aos 25 pontos no campeonato.

O Cruzeiro, por sua vez, parece ainda sofrer com a fatídica derrota na final da Libertadores, quando perdeu o título para o argentino Estudiantes. Assim, mantém campanha irregular no Brasileirão, chegando neste domingo aos 21 pontos, ficando perigosamente perto da zona de rebaixamento.

Nos primeiros momentos, o jogo foi equilibrado no Mineirão. Mas, pressionado pela torcida e comandado pelo estreante Gilberto, o Cruzeiro passou a pressionar mais o adversário depois dos 15 minutos. De qualquer maneira, o time mineiro não conseguiu superar a atenta defesa santista.

A primeira jogada de ataque do Santos foi aos 21 minutos, quando Paulo Henrique lançou para a cabeçada de Kléber Pereira, que errou. No minuto seguinte, após jogada de Pará, Kléber Pereira teve duas chances seguidas: em ambas, porém, brilhou o goleiro Fábio. Na sequência, foi a vez de Madson cruzar para a cabeçada de Rodrigo Souto, que levou perigo.

No segundo tempo, o Cruzeiro apertou mais a saída de bola do Santos e levou perigo aos 10 minutos, quando Jonathan obrigou o goleiro Felipe a fazer difícil defesa no canto direito. Pouco depois, Kléber Pereira teve a chance de abrir o placar para o Santos, após receber passe de Paulo Henrique, mas Fábio fez nova defesa.

Do outro lado, o goleiro santista voltaria a fazer grande defesa aos 21 minutos, depois de um vacilo coletivo da zaga: o atacante Wellington Paulista ficou tão surpreso com o presente que chutou forte, mas a bola foi em cima de Felipe, que defendeu.

O jogo ficou mais aberto. Assim, o Santos voltou a ameaçar em um contra-ataque aos 24 minutos. Mas o goleiro Fábio foi preciso e se antecipou ao meia Madson, evitando o gol.

Depois disso, o Cruzeiro se mandou para o ataque e começou a acumular chances. Aos 29 minutos, Wellington Paulista falhou. Três minutos depois foi a vez de Soares cabecear para fora. Assim, o placar acabou ficando mesmo no 0 a 0.

FICHA TÉCNICA:

Cruzeiro 0 x 0 Santos

Cruzeiro - Fábio; Jonathan (Gil), Leonardo Silva, Thiago Heleno e Diego Renan; Fabinho (Dudu), Fabrício, Marquinhos Paraná e Gilberto (Soares); Kléber e Wellington Paulista. Técnico: Adilson Batista.

Santos - Felipe; George Lucas (Triguinho), Fabão, Eli Sabiá e Pará; Rodrigo Mancha, Germano (Robson), Rodrigo Souto e Paulo Henrique; Madson (Neymar) e Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

Cartão amarelo - George Lucas, Rodrigo Mancha, Marquinhos Paraná, Pará, Leonardo Silva, Fabão e Triguinho.

Renda - Não disponível.

Público - 16.939 pagantes.

Local - Estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.