Cruzeiro espera resposta de Rivaldo

O Cruzeiro confirmou oficialmente nesta sexta-feira que está negociando a contratação de Rivaldo. O clube mineiro já fez, inclusive, a proposta ao jogador e agora espera a sua resposta para fechar acordo."Se o Rivaldo aceitar a nossa proposta, pode se considerar jogador do Cruzeiro. Que time não gostaria de contar com seu futebol e dentro de uma realidade salarial, condizente com o futebol brasileiro. O Cruzeiro não é diferente. Vamos aguardar. O que posso dizer é que as chances de Rivaldo jogar no Cruzeiro em 2004 são de 80%", revelou o assessor de imprensa do clube mineiro, Valdir Barbosa.Assediado por diversas equipes de todo o mundo, desde que rompeu seu contrato com o Milan no final do ano passado, Rivaldo deseja voltar ao futebol brasileiro, para ficar perto da família. E a disputa da Libertadores, competição para qual o Cruzeiro está classificado, está em seus planos.Por isso, antes do Natal, o empresário de Rivaldo, Carlos Arini, procurou o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, e confirmou o desejo do jogador em defender o time mineiro e voltar a trabalhar com o técnico Vanderlei Luxemburgo, de quem é amigo."O Rivaldo foi oferecido ao Cruzeiro dentro de uma proposta que leva em conta a realidade do futebol brasileiro", informou Valdir Barbosa, sem revelar os valores da negociação.Diante da possibilidade de contratar uma grande estrela do futebol mundial, Zezé Perrella expôs ao empresário de Rivaldo que o Cruzeiro tem um planejamento traçado para 2004 e trabalhará sob um teto salarial, no qual nenhum jogador poderá ganhar mais do que o estipulado."O Cruzeiro tem um valor máximo que considera o suficiente para a realidade brasileira. Não irá ultrapassar isso, até para não comprometer o orçamento de 2004 e para não criar animosidade dentro do elenco", explicou o assessor de imprensa.Mesmo vencendo os campeonatos Mineiro e Brasileiro, além da Copa do Brasil, o Cruzeiro fechou 2003 com um prejuízo em torno de R$ 12 milhões. E a diretoria espera mais dificuldades para este ano. Por isso, não irá fazer "loucuras", como já disse Zezé Perrella, para contratar ou manter qualquer jogador. Uma prova disso é a dificuldade da diretoria para renovar o contrato do atacante colombiano Aristizábal, um dos destaques do time no ano passado. Seu compromisso acaba no dia 15 de janeiro e, com propostas superiores de Santos e Corinthians, ele pode deixar o Cruzeiro. Mas a torcida não deve ficar muito chateada se isso realmente acontecer. Afinal, Rivaldo está chegando para tentar levar o clube mineiro ao terceiro título da Libertadores.

Agencia Estado,

02 de janeiro de 2004 | 16h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.