Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Cruzeiro estreia na Série B pressionado por fiasco estadual e pontuação negativa

Como não bastasse a crise extracampo, time protagonizou recentemente a sua pior participação em 63 edições do Campeonato Mineiro

Cristiano Martins, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2020 | 13h20

A inédita participação do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro começa neste sábado, contra o Botafogo-SP, num contexto mais dramático em relação à maioria dos rebaixamentos vividos por outros clubes grandes em anos anteriores.

Mesmo se vencer o jogo marcado para 19h, no estádio Mineirão, o time do técnico Enderson Moreira iniciará a disputa com saldo negativo na tabela. Isso porque o clube foi punido com a perda de seis pontos na competição nacional em decorrência da dívida de aproximadamente R$ 5,3 milhões com o Al-Whada (Emirados Árabes), referente ao empréstimo do volante Denilson em 2016.

Como não bastasse a crise extracampo, o Cruzeiro protagonizou recentemente a sua pior participação em 63 edições do Campeonato Mineiro. O clube figurava entre os quatro melhores colocados do Estadual desde 1957, mas neste ano acabou eliminado na primeira fase e se viu obrigado a disputar o Troféu Inconfidência.

Criado como um "prêmio de consolação" para os clubes do interior, o torneio secundário nunca esteve nos planos e em nada afetou a preparação para a Série B. Com o cancelamento da final contra o Uberlândia, na última quarta-feira, em função de um surto de covid-19 na equipe adversária, o técnico Enderson Moreira apenas perdeu uma oportunidade de rodar o elenco e testar atletas menos utilizados na temporada.

Para Entender

Brasileirão 2020: onde assistir, premiação, times, calendário e muito mais

Campeonato será finalizado apenas em fevereiro de 2021, em razão do atraso no início da competição, por causa do novo coronavírus

"A gente está totalmente focado, totalmente confiante para começar o campeonato e ter um bom desempenho já contra o Botafogo-SP e fazer uma boa temporada, que o nosso maior objetivo é subir", afirmou o meia Maurício, principal artilheiro e garçom do time celeste na temporada, com quatro gols e três assistências.

Cruzeiro e Botafogo-SP não se enfrentam há 19 anos. O último encontro aconteceu em agosto de 2001, quando o clube do interior paulista disputou a Primeira Divisão nacional pela última vez (vitória mineira por 4 a 1, em Ribeirão Preto).

Para a partida deste sábado, Enderson Moreira poderá contar com o retorno do volante Jadsom, recuperado de um incômodo na coxa esquerda. No ataque, ainda há dúvidas sobre a escalação do boliviano Marcelo Moreno, substituído com dor lombar na última rodada da fase de classificação do Estadual.

Do outro lado, o Botafogo-SP começa o campeonato correndo por fora, após um nono lugar na temporada passada. O responsável por tentar credenciar o time paulista à disputa é o técnico Claudinei Oliveira, que já viveu a experiência do acesso em 2016, pelo Avaí.

Para esta primeira rodada, Claudinei poderá ter como reforço um velho conhecido dos cruzeirenses. Apresentado nesta semana, o volante Elicarlos revelou que vinha treinando por conta própria e se colocou à disposição para estrear. "O clube está com um projeto bom, e o foco está em buscar o acesso à Série A. Vamos fazer o melhor possível para poder buscar nosso objetivo, que é estar entre os quatro primeiros e, quem sabe, brigar pelo título", declarou o experiente jogador de 35 anos, com passagem pelo time mineiro entre 2008 e 2010. Elicarlos defendeu a Chapecoense na temporada passada e ainda não fez nenhum jogo oficial em 2020.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.