Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Cruzeiro faz acordo por dívida com Tigres na Fifa e anuncia reforço

Clube mineiro era alvo de ação para pagar a dívida pela aquisição do atacante Rafael Sóbis, ocorrida em 2016

Redação, Estadao Conteudo

10 de julho de 2020 | 22h26

O Cruzeiro comunicou nesta sexta-feira que fechou um acordo com o Tigres, do México, para pagar a dívida pela aquisição do atacante Rafael Sóbis, ocorrida em 2016. O clube mineiro era alvo de ação na Fifa e deveria quitar o pagamento até a próxima quarta-feira, sob o risco de sofrer nova punição - em maio, perdeu seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro por não ter honrado um acordo pela contratação do volante Denilson há quatro anos.

Quando adquiriu Sóbis, o Cruzeiro fechou acordo para pagar pela aquisição em quatro parcelas. Mas só pagou a primeira sendo acionado na Fifa pelo Tigres, que deixara de receber cerca de R$ 16 milhões. Os detalhes do novo acordo não foram revelados, mas André Argolo, diretor executivo de esportes do clube, explicou que a maior parte será quitada agora, com uma parcela final sendo quitada em dezembro.

"A partir do que foi acordado com o Tigres, conseguimos um desconto importante em relação à dívida total que tínhamos com eles neste momento. E a maior parte do valor, acima de 90%, está sendo paga agora. Um pequeno saldo restante vencerá somente em dezembro. Em respeito ao que foi acordado entre as cúpulas dos dois clubes, não detalharemos os valores. Aproveito para agradecer ao Alberto Palomino, do jurídico do Tigres, e ao advogado Breno Tanuri", afirmou Argolo em live transmitida pelo clube.

O presidente do Cruzeiro, Sergio Santos Rodrigues, celebrou o acordo fechado pelo clube e voltou a pedir o apoio da torcida com contribuições para a "Operação Fifa" - a diretoria abriu um canal para receber doações com o intuito de quitar as dívidas na entidade máxima do futebol mundial.

"É o novo Cruzeiro que tem credibilidade. E temos que agradecer demais ao torcedor, que tem acreditado no nosso trabalho e tem dado seu apoio na Operação Fifa. Saibam que o dinheiro que vocês estão doando tem caminho certo e toda essa corrente positiva está rendendo bons frutos. Temos ainda muitos desafios pela frente, mas agora já começamos a pensar no pagamento para o Spartak Moscou, sobre o Pedro Rocha, no início de agosto", afirmou o presidente.

REFORÇO

Também nesta sexta-feira, o Cruzeiro anunciou a contratação do meia Claudinho, que estava na Ferroviária. O clube pagou R$ 2 milhões por 70% dos direitos econômicos do jogador, que assinou um acordo até julho de 2025. O jogador, de 19 anos, chegou à base da do clube de Araraquara em 2018, após passagem pelo Noroeste. E disputou 12 jogos entre os profissionais nesta temporada.

Antes de Claudinho, o Cruzeiro se reforçou durante a paralisação das competições com Raúl Cáceres, Régis e Gui Mendes, além de Iván Angulo, teve os retornos de Lucas França, Henrique e Patrick Brey de empréstimos e reintegrou ao elenco Marcelo Hermes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.