Cruzeiro faz mistério na luta para assumir liderança

Com chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfrenta o primeiro colocado Vasco neste sábado, a partir de 18h30, no Estádio de São Januário, no Rio, com a já tradicional estratégia de manter segredo sobre a formação do time. O clube mineiro está hoje em segundo lugar, com 11 pontos, apenas dois atrás do adversário carioca.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

23 de junho de 2012 | 08h01

Mas a missão cruzeirense não será fácil. Além de jogar na casa do adversário - que está invicto no campeonato, como a equipe mineira -, o Cruzeiro não deve contar com o lateral-esquerdo Diego Renan, poupado nos últimos treinos devido a dores musculares, e o zagueiro Léo deve ser improvisado na vaga.

Já no meio-de-campo, o técnico Celso Roth testou Souza e William Magrão e, primeiro, afirmou que treinou "alternativas" e que isso indicaria que ainda há dúvidas quanto à formação. "Quando a gente faz isso, mostra que ainda não achamos o que nós queremos. Estamos procurando o que achamos que deve ter uma sequência. Até lá, todas as especulações são válidas", declarou.

Logo depois, porém, ele admitiu que o segredo é uma tática para a partida. "Temos o time definido e encaminhado, os jogadores sabem quem vai jogar. Não vamos fazer nenhuma especulação que a gente não colocou em campo para treinar. Mas é um bom exercício para vocês", concluiu Roth, referindo-se às possibilidades para a escalação do Cruzeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.