Washington Alves/Divulgação
Washington Alves/Divulgação

Cruzeiro faz treino de reconhecimento de estádio na Venezuela

Equipe brasileira enfrenta o Mineros de Guayana, pelo Grupo 3

Estadão Conteúdo

18 Março 2015 | 21h25

Com apoio de alguns torcedores que levaram uma faixa e vestiram a camisa do clube, o Cruzeiro realizou, no final da tarde desta quarta-feira (início da noite no horário de Brasília), o treino de reconhecimento do Estádio Cachamay, em Puerto Ordaz, palco do confronto que o time fará contra o Mineros de Guayana, da Venezuela, nesta quinta, às 22h15 (de Braília), pelo fechamento da terceira rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores.

A atividade teve apenas caráter recreativo e não indicou nenhum tipo de mudança na escalação titular da equipe que tentará buscar a sua primeira vitória nesta edição da competição continental. O time somou dois empates em dois jogos e ocupa a terceira posição da chave, enquanto o Mineros está na lanterna, com um. O líder é o Universitario de Sucre, com cinco, enquanto o Huracán é o vice-líder, com três. Estes dois times, porém, já disputaram três partidas.

Neste confronto em solo venezuelano, o time cruzeirense não poderá contar com o volante Willians, com lesão na coxa direita, e o atacante Willian, que segue se recuperando de dores no púbis. Sem os dois jogadores, a equipe mineira deverá ir a campo com a seguinte formação titular: Fábio; Mayke, Leo, Paulo André e Mena; Willian Farias e Henrique; Marquinhos, De Arrascaeta e Alisson; Leandro Damião.

Relacionado para o confronto desta quinta, o lateral Gilson exibiu confiança em uma vitória cruzeirense, em entrevista reproduzida pelo site oficial do clube nesta quarta. "Sabemos das dificuldades que iremos encontrar, mas temos totais condições de sair de campo com a vitória e, consequentemente, na liderança do grupo", ressaltou o atleta, que ainda lembrou que o Cruzeiro ao menos ainda não tomou gol nesta edição da Libertadores.

"Esse é um fator muito importante, principalmente na Libertadores, que é uma competição extremamente difícil. Nossa equipe está invicta, sem sofrer gols e espero que possamos conquistar a vitória e, se possível, manter essa boa marca da nossa defesa", projetou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Cruzeiro Copa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.