Cruzeiro fica no empate com o San Lorenzo, na Argentina

Com triunfo, mineiros se isolam na liderança do Grupo 1 da Libertadores, com 4 pontos contra 3 do Caracas

Agência Estado

21 de fevereiro de 2008 | 22h36

O Cruzeiro chegou a dominar boa parte do jogo, mas não foi além de um empate por 0 a 0 com o San Lorenzo, no início da noite desta quinta-feira, em Buenos Aires, e se isolou na liderança do Grupo 1 da Libertadores, com quatro pontos, contra três do Caracas, um do próprio San Lorenzo e zero do Real Potosí. Na semana que vem, Potosí e Caracas completam a segunda rodada, na Bolívia. Veja também: Classificação Calendário / Resultados Foram os primeiros pontos perdidos pelo Cruzeiro neste ano. A equipe obteve três vitórias no Campeonato Mineiro e havia vencido as três primeiras partidas na competição sul-americana - duas contra o Cerro Porteño, na fase seletiva, e a primeira na fase de grupos, contra o Real Potosí.San Lorenzo0Orión; González, Aguirre, Bottinelli e Placente    ; Hirsig (Torres), Acevedo, Bilos (Ortiz) e D´Alessandro; Bergessio (Romeo    ) e SilveraTécnico: Ramón DíazCruzeiro0Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Martinelli, Espinoza e Jadilson    ; Fabrício, Ramires, Charles e Wagner (Fernandinho); Guilherme (Marcinho) e Marcelo Moreno     (Marcel)Técnico: Adilson BatistaÁrbitro: Carlos Amarilla (PAR)Renda: Não informadoPúblico: 20 mil pagantesEstádio: Nuevo Gasometro Com o resultado, o time mineiro manteve a escrita dos outros brasileiros atuando fora de casa na fase de grupos da Libertadores: só empates por 0 a 0, como conseguiram o Santos contra o Cúcuta, o Flamengo diante do Coronel Bolognesi e o Fluminense frente à LDU. O São Paulo é o último time brasileiro a estrear na Libertadores: o fará na quarta, dia 27, contra o Nacional de Medellín, na Colômbia. Mesmo atuando fora de casa, o Cruzeiro saiu mais para o jogo e dominou as ações, criando boas oportunidades - faltou, no entanto, pontaria para os atacantes, especialmente para Marcelo Moreno, que chutou várias bolas por cima do gol. O cenário se manteve até a metade da segunda etapa, quando o San Lorenzo se animou e começou pressionar muito - na melhor das oportunidades, Silvera cabeceou livre e Fábio fez grande defesa. No fim, o empate por 0 a 0 acabou sendo um bom resultado para a equipe celeste.

Tudo o que sabemos sobre:
CruzeiroCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.