WertherSantana/AE - 5/07/2011
WertherSantana/AE - 5/07/2011

Cruzeiro ganha da Ponte Preta e dorme na liderança do Brasileirão

Nova derrota do time de Campinas provoca pedido de demissão do técnico Carpegiani

Agência Estado

24 de agosto de 2013 | 20h45

CAMPINAS - O Cruzeiro derrotou a Ponte Preta por 2 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, e assumiu a liderança provisória do Brasileirão. Tem agora 31 pontos, com dois de vantagem sobre o Botafogo, que joga apenas neste domingo, no complemento da 16ª rodada do campeonato. A derrota do time campineiro provocou o pedido de demissão do técnico Carpegiani, que alegou problemas familiares para deixar o cargo.

"Não tenho como me comcentrar somente no trabalho e tenho de me posicionar em outras problemas. A diretoria já estava avisada", disse o treinador. "Foi uma decisão tomada neste sábado. Senti que o momento era esse em benefício da Ponte. Há problemas pessoais. Todos aqui na Ponte estavam cientes das minhas necessidades. Também é preciso dar cuma chacoalhada no time." Carpegiani fez dez jogos no comando da Ponte Preta

Agora, depois de chegar ao sexto jogo seguido sem derrota, o Cruzeiro vai dormir na liderança e torcer por um tropeço do Cruzeiro diante do Atlético-PR, neste domingo, em Curitiba. Já a Ponte Preta perdeu a terceira partida consecutiva e segue com os mesmos 15 pontos, ameaçada pelo rebaixamento.

ARTILHEIRO FEZ FALTA

Sem William, artilheiro do Brasileirão que foi vetado com dores na panturrilha, a Ponte Preta viu o Cruzeiro assustar em chute de fora da área de Ricardo Goulart logo no começo da partida. Os donos da casa tinham bastante dificuldade em armar jogadas no campo de ataque. A aposta ponte-pretana era sempre na velocidade e habilidade de Rildo, mas ele estava numa noite apagada.

Assim, foi o Cruzeiro quem saiu na frente. Aos 22 minutos, Dedé cabeceou firme, após cobrança de escanteio de Everton Ribeiro, e marcou. Antes do intervalo, a Ponte ainda tentou chegar ao gol em jogadas de bola parada, mas sem resultado. Na volta dos vestiários, o técnico Carpegiani voltou com Ramirez e Rafinha, esperando dar mais ofensividade à Ponte, mas a dupla entrou apagada e não conseguiu sair da marcação adversária. Aproveitando a fragilidade dos donos da casa, o Cruzeiro perdeu grande chance de marcar com Borges. Livre, na linha da pequena área, o atacante bateu por cima do gol de Roberto.

Aos 26 minutos, porém, Borges não perdoou. Ele girou em cima do zagueiro Betão e bate forte para ampliar o marcador. Depois, o Cruzeiro só tocou a bola e esperou o tempo passar para comemorar mais uma vitória.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 X 2 CRUZEIRO

PONTE PRETA - Roberto; César, Betão e Diego Sacoman (Giovanni); Régis, Magal (Ramirez), Fernando Bob, Chiquinho e Uendel; Rildo e Dennis (Rafinha). Técnico - Paulo César Carpegiani.

CRUZEIRO - Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Ewerton (Egídio); Nilton, Souza (Lucas Silva), Everton Ribeiro e Ricardo Goulart (Henrique); Willian e Borges. Técnico - Marcelo Oliveira.

GOLS - Dedé, aos 22 minutos do primeiro tempo; Borges, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Uendel e Rafinha (Ponte Preta); Souza e Ricardo Goulart (Cruzeiro).

RENDA - R$ 103.735,00.

PÚBLICO - 5.974 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.