Cruzeiro goleia e afunda o Vitória

Diante de menos de 700 torcedores, o Cruzeiro goleou o Vitória por 4 a 0, na noite chuvosa deste domingo, no Mineirão, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols dos mineiros foram marcados por Jussiê, Fred, Edu Dracena e Maldonado. Com a vitória, a Raposa, que quebrou uma série de quatro derrotas consecutivas, pulou para a 13ª colocação, com 56 pontos. Já o Rubro-Negro baiano, com a derrota, permanece na 22ª posição, com 48 pontos, seriamente ameaçado de disputar à Série B, em 2005. Na próxima e última rodada, o time mineiro cumpre tabela contra o desesperado Flamengo, no Rio de Janeiro, enquanto os baianos recebem a Ponte Preta, em Salvador, precisando vencer e torcendo contra tropeços de Criciúma, Atlético-MG, Botafogo e o Rubro-Negro carioca.Fora do risco do rebaixamento e sem maiores pretensões no atual Brasileiro, o time mineiro começou a partida em ritmo de treino. Os jogadores da Raposa tocavam a bola lateralmente, sem a menor intenção de chegar ao campo de ataque. Por outro lado, o Rubro-Negro baiano, que briga para permanecer na elite do futebol brasileiro em 2005, tentava chegar ao primeiro gol logo no início do jogo. E aos dez minutos, o atacante Edílson quase conseguiu abrir o marcador. O atacante recebeu pelo lado esquerdo da área e chutou forte, cruzado. A bola passou com muito perigo, assustando o goleiro da Raposa.O tempo passava e o Vitória continuava mandando na partida. Porém, apesar da pressão, os baianos pecavam nas finalizações. E, diante dos erros seguidos, o Rubro-Negro foi castigado. No seu primeiro ataque, a Raposa conseguiu abrir o placar, que lhe valeu a vantagem no primeiro tempo. Aos 34 minutos, o jovem armador Wagner tocou para Jussiê que, da entrada da área, chutou rasteiro para fazer Cruzeiro 1 a 0. A bola entrou no canto direito de Juninho. Foi o 12º gol de Jussiê no Brasileiro.No segundo tempo, a situação do Vitória ficou ainda mais complicada.Logo aos três minutos, depois de ter agarrado o volante Maldonado, o meio-campo Vinícius recebeu o cartão vermelho, deixando o time baiano com dez jogadores em campo. Com a vantagem no placar e com um jogador a mais em campo, o Cruzeiro voltou a tocar a bola na intermediária, assim como no princípio do primeiro tempo, procurando espaços para chegar ao segundo gol nos contra-ataques.E, como o Vitória se lançava para o ataque, em busca do gol de empate, o time mineiro não demorou muito para ampliar o marcador. Aos 21 minutos, a Raposa desceu para o ataque com três jogadores contra apenas um adversário. Sem alternativa, o zagueiro Marcelo Heleno, último jogador da defesa baiana, depois que Jussiê penetrou na área, foi obrigado a cometer pênalti, confirmado pelo árbitro Elvecio Zequetto. Aos 23 minutos, Fred cobrou forte e fez Cruzeiro 2 a 0. Foi o seu 13º gol na competição.Com dois jogadores expulsos e em desvantagem no placar, o Vitória, mesmo em situação delicada no campeonato, entregou-se na partida.Envolvido pelo ataque mineiro, o time baiano tentava segurar a partida com faltas. E, aos 30 minutos, Fred tocou para Sandro que foi derrubado na entrada da área. Madonado rolou para Edu Dracena chutar forte e fazer o terceiro gol da Raposa. No final da partida, aos 46 minutos, em lance parecido com o do terceiro gol, Maldonado fez o quarto da Raposa, fechando a goleada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.