Cruzeiro goleia Villa Nova por 4 a 0

O Cruzeiro goleou neste sábado o Villa Nova, por 4 a 0, no Mineirão, e assumiu a terceira colocação no Campeonato Mineiro. Em ascensão na competição, o campeão brasileiro reeditou o seu melhor futebol e não teve dificuldades para derrotar o time de Nova Lima. Com o resultado, o Cruzeiro soma 17 pontos em 10 partidas. No entanto, o time do técnico Paulo César Gusmão poderá ainda ser ultrapassado pelo Guarani, que enfrenta neste domingo o Mamoré, em Divinópolis. Com a derrota, o Villa Nova perdeu posições na tabela de classificação e caiu para o nono lugar, com 11 pontos em oito jogos. Autor de dois gols na partida, o atacante Guilherme aproveitou um cruzamento de Jussiê e abriu o marcador aos 38 minutos do primeiro tempo. No início da etapa final, o meio-campista Wendell ampliou, de cabeça, aos cinco minutos. O Cruzeiro continuou encurralando o adversário e Guilherme, novamente, fez 3 a 0, aos 29. O meia Alex definiu o placar, ao marcar o quarto numa cobrança de falta, cinco minutos depois. Após a partida, o comentário geral entre jogadores e a comissão técnica era que o Cruzeiro fez uma de suas melhores apresentações na temporada e já se candidata ao título do Estadual. "A nossa equipe está vestindo a camisa de campeão", enfatizou o preparador físico, Antônio Melo. "É uma vitória importante que nos coloca na briga por uma vaga nas semifinais", destacou Guilherme. Acordo - Os dirigentes do Cruzeiro informaram neste sábado que o clube e o técnico Vanderlei Luxemburgo chegaram a um acordo para a rescisão amigável do contrato. Os valores não foram divulgados. Luxemburgo, que deixou a Toca da Raposa, no dia 27 de fevereiro, alegava ter sido demitido e cobrava cerca de R$ 800 mil referente à multa rescisória. A diretoria, por sua vez, sustentava que o treinador havia pedido demissão. O presidente Alvimar de Oliveira confirmou que o Cruzeiro irá pagar uma quantia a Luxemburgo. "Mas é um valor bem abaixo desse aí (R$ 800 mil). Ficou numa situação boa para as duas partes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.