Cruzeiro identifica e pune torcedor que invadiu gramado do Mineirão

Carlos Roberto Mendes Júnior, de 25 anos, não poderá acompnhar jogos do clube nos próximos nove meses

Agência Estado

26 de fevereiro de 2014 | 08h53

BELO HORIZONTE - O torcedor que invadiu o gramado do Mineirão para comemorar com os jogadores o quinto gol do Cruzeiro, na goleada de 5 a 1 sobre o Universidad de Chile, na terça-feira, não poderá comparecer às partidas em que o time for mandante nos próximos nove meses.

Carlos Roberto Mendes Júnior, de 25 anos, foi identificado logo ao deixar o campo algemado. Detido pela Polícia Militar, ele fez um acordo com a Justiça para evitar a prisão.

Pelo acerto, ele terá que se apresentar ao 11º Batalhão da Polícia Militar de Manhuaçú-MG uma hora antes de todos os jogos no quais o Cruzeiro for o mandante. O torcedor só deixará a delegacia ao fim de cada partida. O clube não informou se ele integra alguma torcida organizada.

Com a punição, incomum no futebol brasileiro mas recorrente em outros países, como a Inglaterra, a diretoria do Cruzeiro espera evitar uma sanção no âmbito esportivo, por causa da invasão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.