Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro
Divulgação/Site Oficial do Cruzeiro

Cruzeiro joga na Argentina para antecipar classificação

Equipe celeste pode assegurar vaga nas oitavas da Libertadores

Estadão Conteúdo

14 de abril de 2015 | 07h25

Pouco mais de 48 horas depois de enfrentar o arquirrival Atlético na semifinal do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro volta a campo nesta terça-feira para encarar o Huracán, às 19 horas (de Brasília), em Buenos Aires, com a chance de conquistar com uma rodada de antecipação a classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. Para isso, um empate fora de casa já basta.

Com oito pontos ganhos, o time mineiro ocupa a liderança isolada do Grupo 3, que tem o Universitario de Sucre, da Bolívia, na segunda posição, com seis pontos. Com apenas quatro e na terceira posição da chave, o Huracán precisa derrotar os cruzeirenses nesta terça para aumentar suas chances de conquistar uma vaga na próxima fase.

Lanterna e com possibilidades remotas de ir às oitavas de final, o Mineros vai para o tudo ou nada diante do Universitario, também nesta terça, às 19 horas, na Bolívia, no outro confronto que fechará a penúltima rodada do Grupo 3.

Após empatar por 1 a 1 com o Atlético no jogo de ida da semifinal do Mineiro, o Cruzeiro treinou na noite desta segunda-feira no Estádio El Palácio, palco da partida de terça na capital argentina. Os jogadores apenas fizeram uma trabalho de reconhecimento do local e o meia-atacante Alisson foi poupado da atividade.

Como o jogo diante do Huracán será realizado após um intervalo muito curto de preparação após clássico diante dos atleticanos, os atletas serão submetidos a uma reavaliação nesta terça, comandada pelo fisiologista Eduardo Pimenta, que dará melhores condições ao técnico Marcelo Oliveira de definir a escalação do time que atuará em Buenos Aires.

No Huracán, que acumulou quatro empates em quatro jogos nesta Libertadores, as novidades serão os retornos do meio-campista Patricio Toranzo e do lateral-esquerdo Luciano Balbi, que se recuperaram de lesões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.