Yuri Edmundo/EFE
Yuri Edmundo/EFE

Cruzeiro joga no Equador para encaminhar sua vaga nas oitavas da Libertadores

Time celeste tem seis pontos, contra apenas dois do Emelec, segundo colocado do Grupo B

Redação, Estadão Conteúdo

03 de abril de 2019 | 07h18

O Cruzeiro tem a chance de encaminhar sua classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores da América nesta quarta-feira, às 21h30, no duelo diante do Emelec, no estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador. A equipe celeste está com 100% de aproveitamento e lidera o Grupo B de forma isolada.

O Cruzeiro vem de vitórias contra Huracán (1 a 0) e Deportivo Lara (2 a 0). O time celeste tem seis pontos, contra apenas dois do Emelec, segundo colocado. Os argentinos e os venezuelanos têm um. A equipe equatoriana ficou no empate sem gols em seus dois primeiros jogos.

Poupados na vitória por 3 a 2 diante do América Mineiro, na semifinal do Estadual, o lateral Edilson e o meia Rodriguinho foram confirmados pelo técnico Mano Menezes. Por outro lado, o atacante David não foi novamente relacionado pelo treinador.

O Cruzeiro tem bom retrospecto diante times equatorianos. Em dez jogos oficiais, venceu sete, empatou dois e perdeu apenas um. Contra este adversário desta quarta-feira, disputou duas partidas: empate por 0 a 0 e vitória por 2 a 0, em 2001.

"Estou buscando o primeiro gol na Libertadores. No primeiro jogo eu tive uma chance na pequena área e escolhi rolar para o Robinho e o Ariel, mas eles não chegaram. Mas estou muito tranquilo em relação a isso. Não me cobro tanto por gols. Hoje eu quero participar na vitória do nosso time. Sou atacante, minha vida inteira a prioridade foi fazer gols, é o melhor dos mundos pra mim. Mas hoje o principal pra mim, e o Mano tem explorado e cobrado bastante do time, é eu ser participativo no geral, seja dando passes, segurando a marcação, abrindo espaços. Mas se sair o gol na Libertadores, ficarei muito feliz", disse Fred, artilheiro do Campeonato Mineiro, com 10 gols.

Pelo lado do Emelec, o técnico Mariano Soso optou pelo mistério e não deu pistas de quem irá enfrentar o Cruzeiro, em um duelo considerado vital pelos interesses do clube na Libertadores. O treinador deve montar uma equipe no 4-4-3, com Caicedo, Guerrero e Bryan Ângulo formando o setor ofensivo.

"Os três pontos são de vital importância para a gente. Só pensamos em conseguir um grande resultado para darmos mais um passo rumo à classificação. Vamos tentar escrever uma nova história ao lado dos nossos torcedores", afirmou Quiñonez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.