Washington Alves/Divulgação
Washington Alves/Divulgação

Cruzeiro leva susto, mas vence Guarani

Com o triunfo por 4 a 2 em Sete Lagoas, time mineiro chega aos 40 pontos na tabela

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

15 de setembro de 2010 | 22h03

BELO HORIZONTE - Apesar do susto no segundo tempo, o Cruzeiro conquistou nesta quarta-feira a sua quinta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, ao bater o Guarani por 4 a 2, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), pela 22.ª rodada. Com mais um triunfo, o time mineiro chegou aos 40 pontos e se aproximou da liderança. A equipe paulista, por sua vez, segue com 29 pontos.

Veja também:

SÉRIE A - tabelaClassificação | listaCalendário/Resultados

link Cuca valoriza o poder de reação do Cruzeiro

O Cruzeiro entrou em campo sem uma de suas principais estrelas: o goleiro Fábio, que sofreu luxação no quinto dedo da mão esquerda na vitória sobre o Avaí e não se recuperou. Mesmo assim, o time mineiro criou mais oportunidades e não teve dificuldades para neutralizar as ações do adversário no primeiro tempo, conseguindo fazer dois gols.

Aos 26 minutos, o atacante Thiago Ribeiro cruzou da esquerda e o lateral Rômulo cabeceou para fazer 1 a 0. E aos 39, novamente com a participação de Rômulo, o Cruzeiro ampliou com o atacante Wallyson, que havia entrado no lugar de Wellington Paulista.

A situação do Guarani ficou ainda mais complicada com a expulsão do atacante Mazzola, aos 43 minutos da etapa inicial. Além disso, o técnico Vágner Mancini já havia recebido o cartão vermelho por reclamação.

Na volta do intervalo, com um jogador a mais, o time mineiro manteve o domínio da partida. Chegou a balançar as redes mais duas vezes, mas os gols foram anulados, diminuindo o ímpeto cruzeirense. O Guarani, então, se animou e assustou o Cruzeiro.

Aos 24 minutos, o atacante Mário Lúcio aproveitou a bobeada do volante Fabinho e tocou para Geovane marcar para o Guarani. Cinco minutos depois, o time paulista chegou ao empate com Paulo Roberto, que invadiu a área pela direita e chutou forte, sem chance para o goleiro Rafael.

Mas a resposta do Cruzeiro foi rápida. Aos 31 minutos, o argentino Montillo cobrou escanteio e Fabinho se redimiu: 3 a 2. Depois, já aos 40, Thiago Ribeiro novamente atuou como assistente e cruzou para o argentino Farias, que escorou de cabeça, definindo a vitória do time mineiro.

CRUZEIRO - 4 - Rafael; Rômulo, Edcarlos, Léo e Pablo; Henrique (Farias), Fabrício (Fabinho), Everton e Montillo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista (Wallyson). Técnico: Cuca

GUARANI - 2 - Douglas; Aislan (Fabiano), Fabão, Ailson e Apodi; Renan, Paulo Roberto, Baiano (Geovane) e Márcio Careca; Mário Lúcio e Mazola. Técnico: Vágner Mancini

Gols - Rômulo, aos 26, e Wallyson, aos 39 minutos do primeiro tempo; Geovane, aos 24, Paulo Roberto, aos 29, Fabinho, aos 31, e Farias, aos 40 minutos do segundo tempo; Árbitro - Wallace Nascimento Valente (ES); Cartão amarelo - Pablo; Cartão vermelho - Mazola; Renda - R$ 187.60,00; Público - 14.228 pessoas; Local - Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.