Cruzeiro mantém primeiro lugar no Sul

O Cruzeiro venceu o desfalcado Grêmio, por 1 a 0, neste domingo à noite, em Porto Alegre, e continua na liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 37 pontos. O jogo, válido pela 18ª rodada, deixou o Grêmio em posição delicada, perto da zona de rebaixamento, com apenas 18 pontos. A alta qualidade técnica do Cruzeiro se impôs desde o começo.Compactado defensivamente com a eficiente marcação de Maldonado e Augusto Recife à frente da zaga, o time de Vanderlei Luxemburgo mostrou, no Olímpico, que dificilmente deixará escapar o título. A primeira amostragem aconteceu aos 11 minutos, com um forte chute de Zinho no travessão. Aos 17, o Cruzeiro não perdoou: após uma jogada sensacional de Alex, que encobriu Danrlei, Aristizabal concluiu para fazer 1 a 0. O gol foi polêmico, já que o árbitro Luciano Almeida precisou consultar seu auxiliar Jorge Paulo Gomes, que confirmou a condição legal de Aristizabal. Depois disso o Cruzeiro continuou mandando na partida, com mais oito conclusões, enquanto o Grêmio, totalmente dominado, não chutou nenhuma vez contra o gol de Artur. Esta situação provocou um desolado comentário de Roger, no intervalo. ?O Cruzeiro sempre vem em jogadas trabalhadas, com muitas triangulações. A bola vai e volta. Assim é difícil de controlar.? O segundo tempo foi uma repetição do primeiro. A superioridade do Cruzeiro era tão grande que o Grêmio não conseguia achar o adversário em campo. Tentou o empate, em vão, na base da raça e da correria. Não conseguiu. O Cruzeiro ainda teve, aos dez minutos do segundo tempo, um gol injustamente anulado pelo auxiliar Ênio Ferreira, alegando impedimento de Deivid. Aos 40, Artur salvou o Cruzeiro do empate, numa sensacional defesa, após jogada de Flávio.

Agencia Estado,

13 de julho de 2003 | 20h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.