Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro perde para o Avaí no Mineirão e vê crise aumentar na Série B

Equipe mineira, que tinha chance de ultrapassar o rival na tabela, leva 1 a 0 e pode voltar outra vez para a zona de rebaixamento

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2020 | 23h45

O Avaí espantou a crise e jogou pressão em cima do Cruzeiro ao vencer por 1 a 0, em partida realizada na noite desta sexta-feira, no estádio do Mineirão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado assegura o técnico Geninho no comando da equipe catarinense.

Com o resultado, o time do técnico Ney Franco se complicou ainda mais e estacionou na 15ª colocação, com oito pontos, cada vez mais próximo da zona de rebaixamento. O Avaí, que quebrou uma sequência de três derrotas consecutivas, é o 11º colocado, com 13.

O primeiro tempo foi de pouca emoção. Bem marcado, o Cruzeiro criou algumas oportunidades de gol, mas não conseguiu ser efetivo.  Airton foi muito acionado, mas Lucas Frigeri só trabalhou quando Cacá cabeceou com perigo. Machado, em cobrança de falta, também ameaçou. O goleiro do Avaí defendeu.

A equipe visitante apostou nas jogadas em velocidade de Rildo, mas sem muito sucesso. A melhor chance do Cruzeiro aconteceu com Manoel, aos 46 minutos. O zagueiro falhou na finalização e o time da casa não conseguiu transformar a superioridade em gol na primeira etapa.

No segundo tempo, o Cruzeiro continuou dono das ações. Marcelo Moreno e Arthur Caíke tentaram, mas faltava pontaria. Quando o time acertava o alvo, Lucas Frigeri aparecia para salvar,  como aos 27 minutos, em finalização do atacante boliviano.

A falta de sorte do Cruzeiro ficou evidente aos 33. No primeiro lance mais efetivo do Avaí, Getúlio recebeu pela esquerda, passou como quis por Cacá e deu para Pedro Castro. O meia mandou para o fundo das redes. Após o gol, o clube catarinense recuou e chamou seu adversário para o seu campo de defesa.

Sem muita organização, o Cruzeiro foi com tudo para o ataque e continuou errando grandes oportunidades. Marcelo Moreno cabeceou para fora. A chance final, no entanto, foi de Régis, que chutou para defesa de Lucas Frigeri. O goleiro assegurou o triunfo pelo lado do time catarinense.

Na próxima rodada, o Avaí faz o clássico contra o Figueirense na terça-feira, às 19h16, na Ressacada, em Florianópolis (SC). Na quarta, às 19h15, o Cruzeiro recebe a Ponte Preta, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 1 AVAÍ

CRUZEIRO - Fábio; Daniel Guedes (Rafael Luiz), Manoel, Cacá e Matheus Pereira; Machado, Ariel Cabral (Ramon) e Maurício (Marquinhos Gabriel); Airton (Régis), Marcelo Moreno e Arthur Caíke (Thiago). Técnico: Ney Franco.

AVAÍ - Fábio; Daniel Guedes (Rafael Luiz), Manoel, Cacá e Matheus Pereira; Machado, Ariel Cabral (Ramon) e Maurício (Marquinhos Gabriel); Airton (Régis), Marcelo Moreno e Arthur Caíke (Thiago). Técnico: Ney Franco.

GOLS - Pedro Castro, aos 33 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)

CARTÕES AMARELOS - Ariel Cabral, Cacá, Daniel Guedes e Matheus Pereira (Cruzeiro); Kubde e Renatinho (Avaí)

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.