Cruzeiro quer aproveitar má fase do San Lorenzo

Após se classificar para fase de grupos da Libertadores, mineiros querem surpreender em Buenos Aires

Eduardo Kattah, Especial para O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2008 | 20h31

O Cruzeiro encara nesta quinta-feira seu primeiro desafio fora de casa na fase de grupos da Taça Libertadores, enfrentando o San Lorenzo, às 19h, no Estádio Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires. Enquanto o time mineiro defende um retrospecto de 100% de aproveitamento na temporada, com seis vitórias em seis partidas, a equipe argentina vem de três derrotas seguidas e ainda não triunfou nas competições que disputa em 2008. Na primeira rodada do Grupo 1 da competição internacional, o San Lorenzo perdeu para o Caracas, na Venezuela, por 2 a 0. O Cruzeiro, por sua vez, atropelou o Real Potosí, fazendo 3 a 0, no Mineirão. O técnico Adilson Batista, naturalmente, chamou a atenção para as dificuldades que a equipe mineiro enfrentará, a começar pela tradicional catimba argentina de um adversário que precisa dar uma resposta à sua torcida.San LorenzoÓrion; González, Aguirre, Bottinelli e Placente; Hirsig, Acevedo, Aureliano Torres e D\'Alessandro; Bergessio e SilveraTécnico: Ramón DíazCruzeiroFábio; Marquinhos Paraná, Thiago Martinelli, Espinoza e Jadilson; Fabrício, Charles, Ramires e Wagner; Guilherme (Leandro Domingues) e Marcelo MorenoTécnico: Adilson BatistaÁrbitro: Carlos Amarilla (PAR)Estádio: Nuevo GasômetroHorário: 21 horasTV: SporTV 2 Porém, nos últimos dias Adilson assistiu vídeos de jogos do San Lorenzo e não chegou a ficar impressionado. "Se a gente diminuir espaços e induzir ao erro já aumenta o grau de dificuldades para eles, para que a gente administre o jogo também", observou. Na fase preliminar da Libertadores, o time mineiro derrotou o Cerro Porteño por 3 a 2, em Assunção. "O San Lorenzo está passando por um momento ruim agora, e nós temos que aproveitar é o momento que o Cruzeiro está passando", reforçou o atacante Marcelo Moreno. O treinador, como de costume, não confirmou a equipe que inicia a partida. Ausência certa é a do zagueiro Thiago Heleno, que sofreu uma torção no joelho esquerdo. Com isso, a zaga deverá ser formada pela dupla Espinoza e Thiago Martinelli. Outra possível mudança é a entrada do armador Leandro Domingues no lugar do atacante Guilherme. Os jogadores realizaram na tarde deste sábado um treino de reconhecimento do gramado do Nuevo Gasômetro. Durante 40 minutos, os atletas fizeram uma atividade de dois toques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.