Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Invicto com Felipão, Cruzeiro aposta na boa fase contra o Guarani

Equipe mineira vem de quatro rodadas sem perder, sendo três vitórias, e espera manter o embalo contra a equipe de Campinas

Redação, Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2020 | 08h40

Ainda invicto sob o comando de Luiz Felipe Scolari, o Felipão, o Cruzeiro recebe o Guarani, nesta segunda-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, às 20 horas, pela abertura da 21.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O objetivo, é claro, é aproveitar o fator casa e vencer de novo.

Desde que o técnico assumiu o comando do Cruzeiro, o time deixou a zona do rebaixamento e conquistou três vitórias e um empate, somando 10 pontos em 12 disputados. Com isso, saltou para a 15.ª posição com 23 pontos. Na última sexta-feira venceu o Botafogo-SP por 1 a 0, em Ribeirão Preto (SP).

O Guarani, com um ponto a mais, é o 14.º colocado e também vem de vitória na última rodada. O time alviverde bateu o CSA por 2 a 1, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Mesmo com esta reação inicial, Felipão mantém a cautela em termos de objetivo dentro da competição. Afinal, o Cruzeiro entrou na disputa apontado por muitos como favorito ao acesso, mas logo ficou entre os últimos colocados. "Continuo pensando jogo a jogo e fazemos as contas aqui de que precisamos atingir 45 pontos para nos livrar de qualquer ameaça de rebaixamento", afirmou.

Com pouco tempo desde a vitória no interior paulista, Felipão não deve promover muitas mudanças no time titular. A única mudança provável é o retorno do meia Régis, que não jogou na última sexta-feira porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Na ocasião, William Pottker fez a sua estreia já como titular. O técnico pode colocar Régis em seu lugar ou sacar outro jogador do meio de campo, como o volante Machado.

Expulso contra o CSA, o técnico Felipe Conceição não poderá ficar no banco de reservas do Guarani - o time será comandado pelo auxiliar Marcelo Gonçalves. Entre os titulares, Arthur Rezende e Rafael Costa seguem fora porque testaram positivo para a covid-19, assim como o atacante Júnior Todinho, suspenso. Bruno Sávio deve ser o titular no ataque, na única mudança programada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.