Cruzeiro quer reagir para evitar risco de rebaixamento

O Cruzeiro enfrenta o Barueri neste sábado, a partir das 18h30, na Arena Barueri, em busca de reabilitação no Brasileirão, após ter perdido para o líder Palmeiras na última quarta-feira, no Mineirão. O time mineiro, inclusive, precisa da vitória para não ficar perigosamente perto da zona de rebaixamento do campeonato - está com 32 pontos, em 13º lugar.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

26 de setembro de 2009 | 08h23

Para o jogo deste sábado, o técnico Adilson Batista poderá adotar um novo esquema tático, com três zagueiros. Ele não poderá contar com o volante Henrique, suspenso. E Fabrício, o outro volante titular, é dúvida - com dores no joelho e tornozelo esquerdos, ele não treinou nesta sexta-feira.

Assim, caso Fabrício não possa jogar neste sábado, o técnico deverá optar pelo esquema tático 3-5-2, promovendo a entrada de Thiago Heleno para jogar ao lado de Gil e Leonardo Silva na zaga. Enquanto isso, Jonathan assume a lateral-direita, fazendo com que o volante Elicarlos volte para o meio.

No ataque, nenhuma dúvida. Apesar dos problemas com a torcida cruzeirense, Kléber foi escalado por Adilson Batista para o jogo deste sábado e formará dupla com Thiago Ribeiro. Mesmo porque, o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, garantiu que Kléber continua jogando normalmente no clube.

Apesar da ameaça do rebaixamento estar próxima, o Cruzeiro ainda acredita que é possível lutar por uma vaga na Libertadores de 2010. "Temos que ter os devidos cuidados, porque precisamos melhorar, não dá para perder mais pontos. Vamos tentar recuperar", disse Adilson Batista.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.