Cruzeiro rebate Aidar e nega atrasos em pagamentos de atletas

Clube trata como 'lamentável' a fala do presidente do São Paulo e revela negociação com Michel Bastos, reforço do clube paulista

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2014 | 10h53

As críticas do presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, ao Cruzeiro foram rebatidas pelo clube mineiro. Em nota oficial, o presidente Gilvan de Pinho Tavares atacou as declarações do dirigente são-paulino de que o Cruzeiro não cumpre com os seus compromissos e garantiu já ter quitado a aquisição do zagueiro Manoel, caso citado nominalmente por Aidar.

"A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube achou lamentável a declaração do presidente do São Paulo nesta tarde ao dizer que o atual Campeão Brasileiro tem atrasado pagamentos. Em resposta ao dirigente paulista, o Presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares disse que o Clube esta rigorosamente em dia com salários de todos os jogadores e funcionários, ao contrário de alguns adversários", afirma o Cruzeiro.

Manoel também interessava ao São Paulo, mas acabou sendo adquirido pelo time mineiro durante a pausa do Campeonato Brasileiro em razão da Copa do Mundo. "Sobre a compra dos direitos econômicos do zagueiro Manoel, o Presidente celeste esclareceu que foi opção do jogador atuar pelo Campeão Brasileiro e atual líder da competição. E que os três milhões de euros referentes ao jogador já foram pagos", diz.

De acordo com o Cruzeiro, Michel Bastos, recém-contratado pelo São Paulo, chegou a negociar a sua transferência para o time mineiro, que acabou desistindo da contratação. "Gilvan de Pinho Tavares disse ainda que o lateral-esquerdo Michel Bastos chegou a acertar contrato com o time da Toca da Raposa, mas depois de avaliarmos o elenco, a diretoria entendeu que não era necessária mais uma contratação", afirma a nota oficial.

O comunicado divulgado pelo Cruzeiro dá a entender também que as críticas de Aidar podem ter motivação política, em razão da oposição do time mineiros aos planos do dirigente são-paulino. "Por fim o mandatário celeste revelou que o presidente do São Paulo F.C tem tentado liderar um movimento para a formação de um novo Clube dos 13 e que o Cruzeiro tem sido firme em uma posição contrária", explica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.