Gustavo Aleixo / Cruzeiro
Gustavo Aleixo / Cruzeiro

Cruzeiro reencontra seu primeiro rival na Série B para se afastar da degola

Time mineiro não perde há cinco jogos - foram duas vitórias e três empates

Redação, Estadão Conteúdo

06 de novembro de 2020 | 08h11

Três meses após estrear na Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro reencontrará o Botafogo-SP. O duelo entre mineiros e paulistas nesta sexta-feira, às 18h15, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela primeira rodada do returno, tem os times brigando contra o rebaixamento.

Sem perder há cinco jogos - duas vitórias e três empates -, o Cruzeiro deixou a zona de queda à Série C e ocupa o 16.º lugar com 20 pontos. O Botafogo, invicto há duas partidas, está na vice-lanterna com 18 pontos. No turno, em Belo Horizonte, o time mineiro venceu por 2 a 1, descontando três dos seis pontos negativos com os quais iniciou a competição.

"É entrar concentrado. Quando a gente entra concentrado, ligado a todo momento, a gente tem grandes chances de fazer um grande jogo e vencer a partida", disse o zagueiro Manoel. Felipão faz as contas para o time chegar logo aos 45 pontos, número considerado limite pra evitar o rebaixamento. Esta é a primeira meta do clube neste momento.

Se o defensor está confirmado, o atacante William Pottker é quase certo que jogará. Com o nome no BID, ele deverá ficar na vaga do contestado Marquinhos Gabriel. O lateral-direito Rafael Luiz, por outro lado, testou positivo para o novo coronavírus. Raúl Cáceres seguirá na posição.

O meia Régis está suspenso e poderá ser substituído por Giovanni. Matheus Pereira, com um estiramento no ligamento do joelho esquerdo, e Arthur Caike, com um estiramento muscular na coxa direita, estão entregues ao DM e são desfalques certos.

No Botafogo, o técnico Claudinei Oliveira terá a volta do atacante Ronald, que cumpriu suspensão no compromisso anterior. Ele poderá entrar na vaga de Wellington Tanque. Apesar de não ter suspensos, o Botafogo segue sem poder contar com Naldo, Gilson e Rafinha, entregues ao departamento médico. Guilherme Romão e Victor Bolt, enquanto isso, têm mais chances de serem liberados pelos médicos.

"O Botafogo e o Cruzeiro estão em ascensão na competição. Por isso, acredito que será um jogo bastante equilibrado, disputado. Vamos fazer o nosso melhor para conquistar os três pontos e sair desta situação incômoda", disse o volante Elicarlos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.